Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Bom dia, nação!

Bom dia, nação!

Bom dia pra você, rubro-negro fanático que está quase se jogando da ponte porque perdeu mais um jogo. Eu sei, até entendo, você desacostumou.  Ficou meses e meses sem perder e, quando vem uma sequência ruim, acha que o mundo vai acabar.

Lamento informá-lo: Não irá!  Tem jogo domingo, e o Flamengo segue sendo um fortíssimo candidato a título, tanto quanto o Corinthians, que venceu ontem passando pelo mesmo momento ruim que o Fla passa.

A gritaria, naturalmente, vai na direção do maior para-raios do mundo: Luxemburgo. Se alguém tossir na Gávea, ele que levou o virus. É incrível o poder do sujeito de ser responsável por tudo que há de errado no que o rodeia. Mas é o preço que se paga por não ser “amigão” da imprensa. Ou melhor, do alto escalão da imprensa.

Luxemburgo é o alvo. E eu não concordo.

Entre ficar gritando dali e daqui, vou preferir argumentar os meus motivos.  Não vejo como responsabilidade do treinador a queda brutal de rendimento de jogadores que não tem reserva e sabem disso. Vejo como falta de responsabilidade dos mesmos.

O time que o Luxemburgo tem na cabeça claramente é esse:

A única forma de equilibrar o perfil dos seus laterais com uma defesa fraca é ter o Airton na frente dela bem preso. Assim, em tese, os laterais saem a vontade, os meias ganham apoio de Renato e Willians constantemente e o time ficaria muito forte em todos os setores.

Mas, quando você olha essa imagem imagina sem ser muito inteligente que o time depende de algumas peças. E se não tem Angelim, em má fase, se não tem Alex e Airton, machucados, lá se vai todo esquema defensivo, lá se vai a subida dos laterais, lá se vai um padrão de jogo.

Vai ser na base do talento. E quando a bola chega na frente e dois dos três talentos estão mortos em campo, fica complicado.

Então tira o Thiago! Ok. Ele tira. Coloca o Botinelli, que é o seu reserva. Ele vai mal, muito mal.

Então tira o Botinelli! Ok. E coloca…. ?

Não, deixa o Thiago mal. Porque mal ele será melhor que o terceiro reserva.

Tira o Deivid e coloca o Wanderley! Sacanagem, né? O Deivid não tem reserva.

Agora tem. E vai perder a posição pro Jael jajá, como já vem perdendo ao longo dos jogos. Mas ontem não tinha Jael, ou seja, não tinha outro centroavante.

Se você arma um time com Thiago e Ronaldinho em volta de um centroavante, você precisa dele.  Não adianta meter mais um “Negueba” da vida rodeando a área se nela não tiver ninguém.

Ontem Luxa teve que usar isso:


Maldonado, sem ritmo, porém fazendo a função do Airton. E de um jeito ou de outro, atrás, até funcionou. O Corinthians não conseguiu entrar tocando. Entrou cruzando.  A bola era no Thiago, que teria a função de carrega-la até perto da área. Mas não. Ele estava se enrolando com a bola e saindo pela lateral, e isso não é “modo de falar”.

Culpa do técnico?  O Léo não sobe, quando sobe, erra.  Os zagueiros são fracos, o volante não joga há meses, o centroavante está mal e o reserva no Rio com febre.

Me desculpem, eu vejo erros no Luxa, não escalaria o time como ele escala não. Mas que diabos ele pode fazer numa situação dessas?

“Tira o Thiago!”. Ok, tirou. Entrou o argentino, único reserva pra posição e…. nada!

Querem que ele suba alguém com 18 anos e jogue no meio dos leões num momento de “crise” pra acabar com a vida do moleque?

Calma lá!  Tá pesado joga em quem consegue carregar.  Quem nesse time aí tem medo de pressão? Quem não está acostumado a time grande?

Sabe como jogaria o Flamengo hoje se todos os jogadores que estão mal fossem sacados pelo Luxa? Assim ó:

Resolve seu problema? Não. Piora.

O Luxemburgo tem suas teimosias, erra as vezes, acerta muitas outras, faz um trabalho bom no Flamengo e uma temporada de alto nível.

Hoje, o time encontra dificuldades. Mas encontra porque dos seus 11 titulares, 4 estão em péssima fase, 2 machucados. Com 6 peças com problemas, sendo que os reservas delas estão também num momento ruim, fica bem complicado até pro adorado Muricy.

O meu Flamengo não é o que o Luxa desenha. O que eu gostaria de ver tem uma diferença tática, não na escalação.

Agora veja como seria incoerente da minha parte “condenar” o técnico:

Se no “meu Flamengo” o Angelim tá lento, o Alex machucado, o Airton machucado, o Leo e o Thiago Neves em pessima fase, alguém ai acha que eu seria culpado se escalasse Wellinton, Galhardo, Botinelli e não desse certo?

É o que tem. Cobrem de quem está bem fisicamente porém errando tudo! Não de quem o coloca, na sua posição, sem inventar.

O Luxemburgo não está conseguindo arrumar um time de 11 onde 6 não correspondem o que ele espera. Seja na bola, seja na parte física.

Não estamos falando de reservas de alto nível pra sugerir mudanças drásticas. Estamos falando de Wellinton, Botinelli, Fierro, Jael, Gustavo, Galhardo.

Alguns até bons jogadores, mas nenhum que resolva coisa alguma. Todos piores que os titulares, em tese.

É o que tem, parceiro. E eu pergunto:

A escalação original, é ruim?

Tem jogador improvisado?

Há alguma invenção de pardal no time titular?

Então, meu chapa, quando for tocar sua corneta domingo no Engenhão, mira em quem merece.

abs,
RicaPerrone 

Comentários