Home » Futebol » Boas perspectivas

Boas perspectivas

Não, eu não acho que o elenco do SPFC seja suficiente para brigar com alguns dos principais times do país até agora. Mas também não acho que seja a catastrofe que alguns pintam.

Achei, vendo o vt ontem, que o time mudou tanto a característica que você não consegue entender se está evoluindo ou apenas mudando.

É diferente ver o SPFC com um time veloz e driblador após 4 anos de Muricy e chuveirinho, sem nenhuma força ofensiva que não fosse contra-ataque e bola parada.

Eu não sei bem qualé o critério usado para aquela tese que o SPFC usou durante anos de que o time tinha que ser alto e forte.  O campeão da Libertadores não era…

O atual não é. E pode render.

Marlos, Lucas e Dagoberto são rápidos e pouco previsíveis, o que já torna o SP completamente diferente do que vinha sendo há anos.

Confesso sentir até uma dose de surpresa ao ver uma camisa branca com 2 listras no meio e não ter certeza do que o jogador fará com a bola. Há anos eu já sabia de cór, hoje, dá pra ser surpreendido.

Gosto da função do Ilsinho, aliás, digo isso desde sua estréia no SP. “Ele é meia!”. Enfim, alguém achou o mesmo que eu.

Não vejo motivos para ter um centroavante fixo, já que o super-Santos de 2010 terminou os 2 campeonatos sem o André e ninguém ficou pedindo matador. Pelo contrário, os atacantes davam conta.

Falta uma referência moral no time. E não adianta ser o goleiro, pois ele não resolve nada na linha durante o jogo. (tirando bola parada)

Tem que ser um “Amoroso”, um “Luizão”, enfim, um cara que você jogue a bola quando a coisa esquenta. E esse cara não tem no elenco tricolor. Terá que vir de fora.

Como o primeiro semestre só tem a Copa do Brasil de interessante, dá pra esperar e fazer isso com calma.

O time não é suficiente, hoje, pra brigar com os principais do país. Mas pode vir a ser com um ou outro detalhe.

Gostei do que vi ontem, considerando que todos os grandes estão jogando pouco em suas estréias.

Se o SPFC não foi brilhante, pelo menos tem mostrado vontade de jogar igual time grande de novo e sair daquele insuportável festival de 1×0 de bola parada que nos acostumamos e aplaudimos em troca de canecos de pontos corridos.

Será que esse time, rápido e baixinho, daria trabalho? Eu arriscaria num Paulistão…

Gostei. E vai melhorar.

abs,
RicaPerrone

Comentários