Os mais de 50 mil torcedores no Maracanã para ver um jogo de abertura entre dois times que tem algo mais importante na temporada indicavam: é clássico.

E por mais impossível que seja cravar o maior dos interestaduais, é sem dúvida um deles. O Galo tem o melhor time do país, o Flamengo um dos melhores e a maior pressão de todas.

Em campo a rivalidade, os titulares, Fred, Robinho, Elias, Guerrero, a jóia de 150 milhões, Vaz redentor e tantos outro figurantes. O roteiro não decepcionou.

Empate, um tempo de cada time, quatros bolas tiradas quase em cima da linha, dois belos gols, casa cheia, apenas 17 faltas no jogo.

Rubro-negro “frustrado” pelo empate, feliz pelo que jogão que viu. Atleticano “sem euforia” porque apenas empatou, mas sabendo que lá é um grande resultado.

E mais do que o resultado. Quando dois times fortes assim jogam de igual pra igual o recado é dado para os dois lados.  Flamengo e Atlético MG abriram um campeonato do qual espera-se deles o protagonismo do inicio ao fim.

abs,
RicaPerrone