Home » Futebol » Clubes » Vasco » Aposta de quem não precisa

Aposta de quem não precisa

Não acredito em duendes, coelho da pascoa e treinador mágico. Aqueles que acham que o time tal é o que é não pelos 11 em campo e mais 8 do banco, mas pelo que grita com eles, não me convencem.

O Flamengo de 2009 foi campeã0 “sem treinador”. O grupo quis, se uniu e levou. O Vasco desde 2011 anda e corre com as pernas dos jogadores e alguma liderança interna que não posso identificar de fora.

Nunca foi o Ricardo Gomes, fraquíssimo, nem o Cristovão, ainda mais limitado.

Ricardo foi uma aberração na maioria dos clubes que passou. Não virou genio no Vasco. Foi um time que deu certo e, comprovadamente na sequência, não por ele apenas.

Marcelo pode ser fruto de um grupo afim de jogo ou o vilão por um grupo que perdeu o rumo.

Não me convence ser top ou preparado dirigindo times médios. O Coxa, com todo respeito, é o Coxa. O Vasco é o Vasco.

Se só funciona a médio/longo prazo, como dizem, tá lascado nos grandes. Se for preparado pra triplicar a pressão e o imediatismo, tem boas chances.

É uma aposta. Marcelo não fez mais do que Eduardo Amorim, Chamusca e outros tantos que ameaçaram ser Pelé e terminaram Nasa.

Mas honestamente, pelo Vasco que vejo há mais de 1 ano, não é um técnico que vai determinar a retomada ou a queda. É o grupo, o mesmo que manteve o alto nível e que chegou onde chegou.

Nunca vi no Vasco recente um baita plano tático, um festival de jogadas ensaiadas e nem mesmo alterações geniais. Vejo entrosamento, comprometimento e equilibrio dentro de campo.

Se é um treinador que vai resolver o fato de terem vendido meio time, não sei.

Mas não acho que o Marcelo Oliveira jogará de volante, apoiará pela direita e nem chegará ao ataque pra concluir como fazia Diego Souza.

abs,
RicaPerrone 

Comentários