Home » Futebol » Atlético MG » Alívio do Galo

Alívio do Galo

O Galo recebeu o Fluzão e novamente não fez boa partida.  Teve um primeiro tempo completamente perdido e viu seu adversário ser melhor quase o jogo todo. O que não significa ter sido um show, já que o Galo ficou longe de uma atuação convincente. Porém, neste momento, era necessário vencer e só.

O Flu queria entrar na briga em cima, o Galo não entrar na de baixo. Convenhamos, a luta do Atlético era mais urgente.

Em dia nada inspirado de Carlinhos, que errou absolutamente tudo que tentou, o Fluminense forçou, teve mais a bola, fez um jogo mais consistente até. Mas não conseguiu finalizar e também errou demais o último passe.

O Galo, que não jogou bem, fez o dele e se segurou. Poderia ter ampliado com os contra-ataques que o Flu deu, mas não soube aproveitar.

A pressa que os jogadores do Atlético tem em resolver a jogada é algo pra ser estudado. Com 3 contra 2 no contra-ataque o sujeito busca sempre o lance mais difícil, e erra.

Por mais “em reformulação” que ainda esteja o Tricolor, não achei que jogou mal.  Nem acho que merecia perder o jogo.

Hoje a bola não quis entrar, mas também não dá pra jogar no técnico. O time teve chances, chegou pelos dois lados, já mostra clara evolução.

A substituição do Deco me pareceu física.  Deco, inclusive, fazia boa partida.

De qualquer forma os 3 pontos aliviam a torcida mais sofrida entre os gigantes do futebol brasileiro.

Na arquibancada um torcedor mostrou uma faixa que dizia: “De novo não, Galo!”.

E não. Não é time pra cair.  Nem pra ser campeão.

abs,
RicaPerrone