Home » Futebol » Clubes » São Paulo » Acabou o estoque

Acabou o estoque

Eu acordei mais “calmo” depois da irritação de ver se repetir a cena e nada acontecer.  Luis Fabiano me tira do sério como jornalista, imagine como torcedor.

Você sabe o que penso dele, e ele me dá razão o tempo todo. É uma discussão idiota, só questão de tempo para se dizer “eu avisei”. Mas nem é o caso, aliás, adoraria vê-lo reverter seus 32 anos de pipoqueiro por 4 meses de ídolo e ganhar a Libertadores.

Mas os fatos vão sempre contra essa esperança.

Me preocupava com ele. Hoje me preocupo com o São Paulo.

Sei que o Luis é isso aí e não vai mudar muito.  Não tem equilibrio e cabeça pra ser um ídolo, e quando colocado a prova, não apenas pipoca como desconta sua frustração numa expulsão que o tira do foco. Quase uma sindrome de panico.

Interessante é ver o presidente do clube, que gastou 20 milhões no sujeito, dar risada do quanto ele “é brabo”  após ser expulso numa final. Passados alguns meses ele repete a dose e é novamente expulso, agora por ir falar com um juiz após o jogo.

Diz ele que o arbitro estava louco pra expulsa-lo. Então caracteriza-se a burrice, não a indisciplina.

Honestamente, não sei qual é mais grave.

Meu estoque de textos para tentar explicar que Luis Fabiano não merece o rótulo de idolo de um clube como o São Paulo até que de fato se torne decisivo e não atrapalhe o time nos momentos mais complicados acabou.

Não sei mais o que dizer. É cansativo, repetitivo.

Então Luis fala por mim, sempre que possível.

E mais uma vez a diretoria sai do estádio dando razão ao rebeldinho, que segundo Adalberto, não será punido.

Talvez porque é mais fácil fazer média com a organizada que o adora do que agir como um clube que sempre foi diferenciado nesse tipo de coisa.

O São Paulo já não é o mesmo.

O Luis sim. Este é o mesmo de sempre.

abs,
RicaPerrone

Comentários