Botafogo

Abusou, Seedorf!

Quero aproveitar o blog e sua ótima audiência pra ajudar o craque do Fogão. Ele está, pela primeira vez, batendo de frente com a cultura local e obviamente haverá adaptações.

Quero ajudá-lo. Por isso, sugiro que assine e envie esta carta à imprensa.

“Caros brasileiros, 

De onde vim não é incomum cobrar companheiros por um melhor desempenho. Desde que me conheço por gente sempre tive como ídolos jogadores vencedores, não meros cumpridores de tabelas e contratos. Aqui, ouvi dizer que era igual.

Na europa aprendi a levar futebol a sério. Aqui estou aprendendo a improvisar. De lá trouxe profissionalismo, aqui encontrei um jogo mais cadenciado, mais técnico, mais improvisado em suas ações ofensivas.

Me adaptei fácil, me esforcei. Espero estar valendo o investimento do Botafogo.

Nos treinamentos, lá, não tinham imprensa. Eles separam o que “pode” vazar e só então entregam o material pronto para os jornalistas publicarem todos a mesma imagem. Aqui, tem.

E por não saber que mesmo tendo entrada todos os dias eles ainda não sabem como funciona o futebol, gritei e cobrei dos meus companheiros que, homens que são, e do futebol, entenderam. 

Estranho pra quem é de fora, respeito. Imaginei ter este problema na Europa onde um treino é território virgem pra muito repórter. Aqui, não esperava. Talvez por isso não tenha entendido bem a repercussão. 

Enfim, venho através desta me desculpar. 

Prometo não mais usar termos pouco respeitosos e nem falar alto perto de vocês, jornalistas diplomados e nada sensacionalistas.  Vou me comportar a cultura local exige. 

Jogo domingo, não me importo com o placar. Vocês reclamam da balada que eu frequentar, inventam o quanto bebi e na segunda-feira eu volto aqui pra me desculpar e dizer que serei “mais profissional”.

Afinal, notei em alguns meses que aqui pode tudo. Menos falar palavrão.

Atenciosamente, 

Seedorf”.

Assina, negão!

abs,
RicaPerrone

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar