Home » Futebol » Botafogo » A vaga ou o título?

A vaga ou o título?

Inter e Botafogo fizeram neste sábado o grande jogo do dia. Bem cotados, um já classificado e atual campeão da América, o jogo tinha roteiro atrativo. E foi, separando bem os papeis dos personagens.

O Inter deixou bem claro estar afim de ser campeão, enquanto o Botafogo, hoje, pareceu mais disposto a sonhar com a vaga na Libertadores.

Vaga esta que o Inter já tem, mas e dai? Talvez seja, como em 2006, um dos raros clubes que tem o mundial pela frente e não abrem mão do campeonato nacional. Afinal, um título vale 200 milhoes de vezes uma “vaga”.

Vaga credencia e disputar. Títutlo é resultado final, história escrita. Não ha comparação, e é tosca a filosofia nacional de “abrir mão” das coisas por já ter conquistado vaga não sei onde.

Mas enfim, voltemos ao Beira-Rio.

O Inter foi ofensivo, buscou a vitória e teve o controle do jogo a maior parte do tempo. Dificil passar pela boa defesa do Bota, bem armada pelo Joel. Só que quem quer ser campeão não pode viver de contra-ataque.

Hoje, o Botafogo apostou demais nessa jogada individual. Faltou ter a bola, faltou pressionar e tomar a iniciativa. O time é armado pra isso, até porque as peças ajudam. E nem dá pra questionar o Joel, pois os anos anteriores mostram que nos pontos corridos uma bela defesa é mais importante do que qualquer coisa.

Hoje o classificado Inter foi buscar uma vitória que só pode lhe fazer cobiçar o título, pois de nada adianta ficar “perto” dele.

O Bota, que faz bela campanha, hoje parecia mais preocupado com a vaga no G4. Deu Inter, com méritos.

Jobson é um jogador diferente, mas precisa de apoio. A bola chega nele e algumas vezes é tão óbvio que ele vai abrir, driblar e tentar jogar no Herrera que o zagueiro adversário nem faz a falta nele, prefere marcar o centroavante de uma vez.

Fica previsível o jogador imprevisível, pois o time está muito atrás.  Talvez, e nem me refiro ao Lucio Flavio, esteja faltando parar um pouco a bola e criar a jogada sem estrar “contra-atacando”. O Botafogo precisa melhorar esse recurso pra ser campeão.

E o Inter, coeso, forte e pronto, joga bem e cria chances de gol. Sai um, entra outro, o time mantém uma característica.  Esse Damião é bom de bola, vai dar trabalho ao Alecsandro.

A vaga ou o título?  Tá na hora dos times escolherem o que pretendem em 2010, e hoje o Botafogo escolheu mal.

O Inter não. Este tomou a decisão mais correta e digna, hoje em dia rara pros “já classificados”.

abs,
RicaPerrone

Comentários