O caso Guerrero é rodeado por breves lendas e poucas verdades absolutas. Mas delas podemos tirar algumas coisas fáceis, como por exemplo encontrar a real vítima do caso.

Se há um prejudicado é o Flamengo, que paga o jogador, contou com ele e … o perdeu numa final e pro ano que vem. Haverá acordo? Acho que sim. Mas só acho.

O Guerrero é vítima? Até pode ser de um médico imbecil que liberou o chá.  Mas … ele tá recebendo ainda. Tem emprego, contrato. E o clube faz como?

O Guerrero usou droga? Acho que não. Mas só acho.

Há alguma confirmação da FIFA de que foi descartado o uso de cocaína? Não. Só a versão do jogador. A FIFA não emitiu uma virgula com essa afirmação, e portanto não pode ser tratada como verdade.  No documento de hoje inclusive, que determina a punição, ela cita as duas possibilidades e não descarta nenhuma.

Se é mentira dos advogados dele? Não acho. Mas entre ser a versão oficial e a da defesa há um abismo.

Então, entre toda a tendência de não ser cocaína a ser oficializado que não foi há um pedaço que ainda não aconteceu. A FIFA dizer isso.

Defendi o Guerrero desde o dia do dopping. Acho que não se julga antes de quem tem as provas na mão dizer o que acha. A FIFA disse, o puniu, e agora temos que esperar a versão oficial e completa do jogador do que houve.

Se foi chá, acho um ano idiotice da FIFA. Você não precisa ser radical com regras quando se tem bom senso. É um jogador de carreira limpa, se não tem qualquer indício de uso de droga, que o absolvam.

 

Agora, sabe qualé a suspeita justa que ninguém fala? A da Argentina ter armado pro Guerrero pra ter na manga a eliminação do Peru em caso de derrota pro Equador.

Vamos combinar? Argentina ser desleal, tradição.  Com o Peru, seria só a segunda vez.  Eu me preocuparia muito mais em saber como ele tomou isso do que se tomou de má fé.  Afinal, o mesmo histórico que absolve o Guerrero pode nos dar suspeitas de muito mais.

abs,
RicaPerrone