Home » + Chamada » A auto-revolta

A auto-revolta

Longe de querer defender a fase vivida pelo Muralha,  o que está acontecendo desde ontem a noite não é uma reação a uma falha, mas sim a não concretização de nossas certezas.

Todo torcedor de futebol jurava por Deus que se fosse pros pênaltis, ele seria o redentor. Era fato. 100%. Ninguém pode dizer que não cogitou isso na semana antes do jogo.

Quando o jogo foi para os pênaltis, 99% dessas pessoas disseram aos amigos em volta: “não falei?! Anota aí, agora ele se consagra”.

Quando ele não pegou nenhum dos pênaltis seguindo a orientação da comissão técnica em pular todas pra um só lado, ele frustrou o Flamengo, a torcida do Flamengo e 99% das pessoas que opinam sobre futebol todo santo dia, seja no bar, seja na tv.

Muralha fudeu a lógica.

Ele tinha obrigação de ser o herói do jogo, pegar o pênalti e calar a boca de todo mundo. Até quem o criticou queria ser calado. Porque era um roteiro desenhado. E ao terminar o tempo normal, Muralha virou a aposta de todos.

Os maiores responsáveis pela derrota do Flamengo, além do Cruzeiro, é claro, são Thiago e Diego. Eles cometeram erros decisivos na final, não o Muralha.

Mas ninguém jurou que Diego faria, nem que o Thiago seria solução. Já o Muralha, “se tivesse penaltis…”…

abs,
RicaPerrone

Comentários