Home » Futebol » 33 anos depois…

33 anos depois…

Foram longos anos de espera. Mas, quando menos se esperava, a seleção Brasileira foi ao Uruguai e venceu, por goleada, os donos da casa. Não, não, não! Não foi uma atuação de seleção. Foi uma atuação, diria eu, de São Paulo FC. 

O Brasil jogava mal e se defendia bem. Achou um gol. O Uruguai abriu, levou o segundo. Daí pra frente, tendo qualidade no time, os gols saem na medida que o rival se atira pra cima.

Não foi uma atuacão de gala, mas foi uma atuação consistente. Dunga tem a seu favor 2 detalhes:

– Não pode treinar o time.

– A seleção brasileira, pela primeira vez desde que me conheço por gente, não é a melhor disparado em talento.

Hoje, infelizmente e por culpa de um futebol medroso, modelo internacional, os nossos jogadores são versateis, uteis, bons, e só. Craque mesmo, tá faltando.

Ou seja, outras seleções não terão o leque que temos. Mas, 11 contra 11, muitas vezes teremos um time de igual pra igual. E isso é novidade, mas temos que nos acostumar.

Basta ver que Elano, Luis Fabiano, Kleber, Maicon, Gilberto Silva, entre outros, não são jogadores de talento histórico no futebol brasileiro. Sào jogadores MUITO bons, mas que qualquer país também pode ter parecido.

Diferente de Ronaldo, Romario, R. Carlos, Jorginho, entre outros. 

Temos um time favorito, sempre. Mas não destoa mais. E a vitória de ontem, fora de casa, serve pra mostrar algumas coisas:

– O Dunga não deve NADA ao trabalho do Parreira na seleção.

– O Julio Cesar é o melhor goleiro do mundo, e a manter este nivel por alguns anos, pode sair da carreira como um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro, se não o maior. Jamais vi um goleiro defender tanto no gol da seleção, talvez porque o Brasil nunca tenha sido tão atacado, diga-se. Mas é absolutamente impressionante o que ele está fazendo, e não é de hoje.

– O Brasil  não tem mais laterais que vão a linha de fundo o tempo todo, reflexo dos times brasileiros e europeus. 

– Os volantes do Brasil são razoaveis. Existem melhores por ai.

– O Juan é um baita zagueiro.

– Kaka não jogou grande coisa. Apareceu pouco, errou mais do que acertou e não é o maestro que o time precisa. Ele é um jogador de alto nivel em fundamentos, mas não é genial. O cara que esperamos, hoje, não existe. 

– Dunga vai calando a boca das pessoas ao melhor estilo Muricy: Vence, e fica indiscutivel. 

Gosto dele, não acho o trabalho dele ruim, pois a comparação pode ser feita em relação aos que la estiveram. Sem poder treinar, o time joga igual o do Felipão e muito mais que os do Parreira. Isso sem depender de um genial jogador la na frente. O que aumenta o merito do tecnico. 

Grande vitória! E que quarta-feira a liderança seja mantida.

O Brasil precisa manter boa fase e confiança. Porque em setembro, ganharemos da Argentina por goleada no Monumental de Nuñez. Duvida?

abs,
RicaPerrone 

Comentários