Home » + Chamada » Verdades

Verdades

Das mais inconvenientes coisas que podem existir, a pior é a “verdade”.  É com dificuldade que a recebemos, com maior dificuldade ainda que a replicamos.

“Torcidas organizadas e a violência no futebol”, o eterno tema de segunda-feira.

Vamos facilitar o entendimento de dois lados da questão.  O nosso, pessoas de bem que jamais agrediríamos outra pessoa por torcer pra outro clube, é simples: não aceitamos essa atitude, esses caras não representam minha torcida, não compactuo e não acho justo isso ser chamado de “a torcida do…”.

O deles: Mano, é treta. Os cara “vinheram” e nós tá lá pra guerra, tá ligado? Aqui é XXX! O cara vem lá, camisa do time XXX e grita que é campeão? Tá maluco? Nóis é bicho solto. Nóis quebra tudo memo, locão!

Enfim, acho que é nítido com quem estamos lidando. No minuto em que a organizada protege ao invés de entregar os brigões, ela se torna autora do crime. Ela é cumplice, ela organizou o crime.  E portanto, deve pagar por ele.

– Rica, nem toda organizada é briguenta!

Ok, concordo. E alguma organizada tem condições de controlar seus “organizados”? Não. Se eles se juntarem e quiserem bater em geral, vocês podem evitar ou terão culhão de expulsa-los no outro dia? Não.

Então…

– Vamos punir o clube!

Ok, e então de 10 milhões de torcedores você tira o doce porque 30 não sabem se comportar e a polícia finge que não sabe quem são?

Calma lá!

O clube está errado em recebe-los? Sim! Muito! Mas é você que diz sim ou não sob a ameaça de machucarem sua família? Não. Então, vamos devagar também com essa certeza.

Mais uma vez brigamos por uma solução nova sem ter tentado a anterior.  Somos imbecis. A lei diz: Se você tentar me matar, você está preso. Eu vejo o video de você tentando matar alguém, identifico v0cê e não prendo.  Porque caralhos eu estou discutindo uma segunda alternativa se a primeira, básica, simples e clara nunca foi tentada?

Porque eu vou tirar o Grêmio da Copa do Brasil se eu estou vendo a cara dos sujeitos racistas que cometeram o “crime”?

Porque coletivizar a punição a algo cometido por individuos claramente mal intencionados e que não representam a maioria?

É aquele professor que diz pra sala de aula que se ouvir mais um “pio” do João ele dará falta pra classe toda.  És um covarde! Expulsa o João! Só o João!

Somos covardes pra punir desde sempre. Aprendemos isso no berçario e levamos pra vida.  Porque procurar uma solução tão abrangente e coletiva por crimes individuais?

Porque são em grupos. Então puna os grupos. Eles tem sede, camisa, nome, dono, chefe, cnpj.

Mas todo um esporte, toda uma cidade, um milhão de pessoas meramente porque a justiça no Brasil não tem culhão de pegar um vídeo, identificar um criminoso e coloca-lo na cadeia?

Discussão sobre organizadas e violência no futebol é vazia e desnecessária. Há uma lei que acaba com isso. Basta cumpri-la.

abs,
RicaPerrone

Comentários