Home » + Chamada » Venda!

Venda!

Vinicius tem 16 anos, nenhuma partida de futebol profissional.  Suas credenciais são ótimas, porém, todas na base.  Este menino pode ser o novo Pelé, o novo Negueba, ou talvez um ótimo Coutinho.  Vai saber.

O que sabemos é que a imprensa noticiou que a oferta foi de 155 milhões de reais pro clube, e 28 na mão do garoto.  Se é verdade ou não, difícil. Eu não confio em notícia sem aspas, mas vindo da Globo.com a tendência de ser verdade é maior.

Sejamos simples na questão complexa que é a possível venda do garoto.

Alguém disse pra esse menino que amanhã ele pode ter 28 milhões na conta dele. Ele tem 16 anos, e eu com 38 não saberia o que fazer. Aposto que nenhum de vocês, até porque ninguém é criado para ficar milionario do dia pra noite, somado a ser celebridade, cobrado como o presidente de um país, idolatrado por uma multidão e ter tudo que quer sem fazer nenhum esforço.

Essa idéia de “jogador preparado” não existe.  Não há esse tipo de formação, logo, todos eles farão algumas bobagens como eu e você faríamos.

Se essas bobagens serão corrigíveis, fatais, pequenas ou intermináveis ninguem sabe.  O que sabemos é que um menino de infância pobre tem 28 milhões na mesa esperando uma assinatura pra resolver a geração dele e as próximas 3 da família toda, que não deve morar no Leblon.

Ele vai jogar em paz? Ele vai pensar em futuro sabendo do risco que corre de não ter amanhã mais nada disso por uma contusão ou mesmo um desempenho ruim?

Você dormiria?

Eu não. E o Flamengo tem a certeza de 150 milhões ou a insegurança do risco de uma nova jóia.  Mas pra essa jóia se valorizar, a cabeça tem que estar boa. E se com 16 ele tem na mesa 28 milhões, com 17 ele estará mais confuso ainda. E eu não acredito que ele vá focar em Flamengo tendo a vida ganha por uma assinatura.

Vende. Fica com 20%, talvez.  Sei lá.  Mas esse menino não vai ser o mesmo com 28 milhões na mesa em Madrid ou ganhando 100 mil amanhã cedo na Gávea.   O Real Madrid quer correr o risco, e o Flamengo não precisa dobrar a aposta. Basta aceitar, ganhar o dele, resolver a vida do Vinicius e deixar todo o risco pro Real.

Eu venderia.

abs,
RicaPerrone