Home » Futebol » Clubes » Vasco » Vasco equilibrista

Vasco equilibrista

Eu duvidei, continuo duvidando e torcendo pra estar errado.  Não consigo imaginar um time trocar 3 titulares de tanta relevância sem ter reflexos na tabela de classificação.

Mas lá vai o Vasco, iluminado desde 2011, querendo desbancar a lógica mais uma vez.

Sentindo falta de uma coisinha aqui, outra ali, segue vencendo. E se não tem mais o talento de Diego, volta a ter o que nunca teve: Tenório.

Rápido, inteligente e muito talentoso, o equatoriano não pode ser colocado na condição de opção.

Opções se tornam Alecsandro e Éder Luis ao lado dele. O “negão” veio pra jogar, não pra assistir.

Se não ta sobrando, vai no aperto. E se a bola não rola, pára ela que o Juninho resolve.

Aperta daqui, ajeita de lá, e segue o trem bala, cada dia mais encorpado, mostrando que pode superar, inclusive, a falta de alguns de seus mais relevantes titulares.

Era o Ricardo Gomes, não é mais. Era o Diego, o Fagner, o Rômulo, também não mais.

Acho que é hora de começar a ver que “é o Vasco”.

abs,
RicaPerrone