Home » Futebol » Clubes » São Paulo » Vai fazer falta

Vai fazer falta

Se eu disser que acompanhei o Paulistão até aqui estarei exagerando. Vi, olhei, tomei conhecimento, mas não fiquei na frente da TV perdendo meu tempo esperando o óbvio acontecer.

Vi um Corinthians equilibrado, sem brilhar. Um Santos brilhante, focado na Libertadores e com talentos individuais acima de qualquer possibilidade tática de marcação. Vi um Palmeiras que, como sempre, engana e uma hora falha e um SPFC totalmente diferente do que vinha sendo.

Um time individualista, porém, ousado. Com um técnico insuportavelmente arrogante que parece mais maduro, menos estúpido e bem mais preocupado com o emprego. Um garoto questionado respondendo, um centroavante machucado que seguiu se machucando.

Os 11 titulares? Talvez nem tenham entrado em campo. Não sei qual seria o time do Leão, ele perdeu vários dos “possíveis” titulares o tempo todo. Em campo, um desequilibrado sistema defensivo por conta de um altamente perigoso poder ofensivo.

Gosto do que vejo porque não sei o que verei. Odiava quando via, sabia que veria um 1×0 insuportável e uma defesa perfeita que impedia os gols até a bola parada salvar na frente. Hoje não sei, e não saber me agrada muito.

Sei, no entanto, que Corinthians e Santos tem mais time que o São Paulo hoje. E sei o quanto o fator “casa” pesaria nesta fase final.

Não, o Paulistão não vale quase nada. Mas não chegar forte nele com seus principais rivais focados em outro campeonato pesa. É do SPFC o “dever” de levar isso a sério com qualidade para chegar.

Na primeira fase, mesmo com seus rivais poupando jogadores de vez em quando, não foi o líder. E essa diferença de 3 pontos pode custar caro, afinal, não é novidade pra ninguém a força do Santos na Vila e do Corinthians no Pacaembu.

Mas e o Palmeiras?

O Palmeiras, no Pacaembu ou no Morumbi, tem uma camisa do mesmo tamanho do SPFC. Mas não tem um time que o coloque na condição de favorito contra nenhum dos grandes. Para este, que sequer acho que passa do Guarani pelo que vem jogando, não entendo o fator casa como fundamental.

Contra Corinthians ou Santos, acho que sim.

Na primeira “decisão” estratégica do ano, o São Paulo perdeu. E não perdeu pro Corinthians, perdeu pro Linense.

Algo que faz pensar se “é tudo isso”, “é só isso” ou se “não é nada disso”.

Em 3 semanas saberemos. Mas hoje deu pra desconfiar.

abs,
RicaPerrone