Home » Futebol » Uma proposta para a CBF

Uma proposta para a CBF

Alguns acham o formato de mata-mata o ideal. Outros, os pontos corridos. Entre os que mandam no futebol, as opiniões também são divididas. Porém, os argumentos são bastante parecidos, até chatos.

Como só reclamar é coisa de jornalista… ops. Bom, enfim. Vou colocar em pauta uma sugestão de formato que pode agradar tanto quem gosta dos pontos corridos quanto quem gosta do mata-mata.

Leia com atenção, pois parece complicado mas é moleza de pegar.

Vou explicar o formato, a idéia a grosso modo, em seguida respondo algumas perguntas que naturalmente surgiriam.

Já que não dá pra mudar pra 18 ou 16 clubes imediatamente, vamos formular a coisa com 20 mesmo.

São, portanto, as mesmas 38 datas e o mesmo campeonato de pontos corridos que tivemos até aqui. Mas, com uma corridinha no calendário (que com a redução de clubes ficaria ideal) e reservaremos apenas 1 mes pra mata-mata.

O ideal seria cortar datas dos estaduais, que ninguém aguenta mais. Assim, teríamos mais espaço pros clubes disputarem o Brasileirão, a Sulamericana, Libertadores e a Copa do Brasil.

A idéia original que tenho passa por uma alteração da Conmebol, que jogaria a Sulamericana para o primeiro semestre, como é a UEFA. E assim a Copa do Brasil teria todos os grandes no segundo semestre. Mas, não é muito provável. Então vamos direto ao formato.

38 jogos, acabou, tudo normal, igual hoje em dia.

Aí vamos para 30 dias onde os cofres vão encher, o torcedor se divertir e ninguém entregará jogo nenhum.

Os 8 primeiros disputarão um mata-mata.

Do nono ao décimo sexto, outro.

Os últimos 4, mais um.

Todos simultaneos, óbvio.

Só que este mata-mata não será como antes, nem vai invalidar as 38 rodadas. Pelo contrário, será apenas uma chance que você dará ao time de pior campanha de provar que, em confronto direto, ele pode TIRAR a vantagem.

Exemplo prático:
1º ) Fluminense 69 pts
2º) Cruzeiro 68 pts
….
7º) Vasco 63 pts
8º)  Grêmio 61 pts

O Fluminense enfrenta o Grêmio em 3 jogos. Se a diferença entre eles na fase de pontos corridos for superior a 9 pontos, não tem jogo.
Neste exemplo, porém, teria. A diferença é de 8. E o Grêmio teria 3 jogos para TIRAR a diferença dos pontos corridos. Ou seja, tudo que foi feito na primeira fase REFLETE no mata-mata em 100%, não mais num empate.

Cruzeiro e Vasco jogariam 3 partidas, onde o Vasco tenta tirar 5 pontos. Se na primeira partida o Cruzeiro vence, acabou. Não tem as outras duas.

Basicão:  Você tem 3 jogos para TIRAR a diferença do seu adversário. Não dá mais? Nem tem jogo. Está fora.

Isso nas quartas.

Nas semifinais, mais simples pra não deixar torcedor maluco. O de melhor campanha na primeira fase joga 2 em casa (3 partidas) e com vantagem de empate nos pontos e saldo. Bela vantagem, convenhamos?

Na final, mesma coisa.

Temos mata-mata, temos pontos corridos e NÃO ESTAMOS DESVALORIZANDO O QUE FOI FEITO NA PRIMEIRA FASE. Que é o mais importante.

Nos mata-mata de Sulamericana e Rebaixamento, mesma coisa. Só que caem 2, tá? Quatro é absurdo.

Questões:

– Os clubes se organizaram por causa dos pontos corridos.
Mentira nojenta. Tanto que os ultimos 2 campeões não tem estrutura nenhuma. (Se confirmado o Flu)

– Os pontos corridos garantem que você terá jogos até o fim do ano.
Verdade. E se você ficar 1 mes sem jogar, ou no máximo 3 semanas, você pode adiantar a pre temporada do ano que vem. Ou melhor, sejamos menos hipocritas… o dinheiro da TV não muda. Muda receita de bilheteria. Alguem acha que os times “já de férias” estão ganhando alguma coisa com bilheteria que faria falta com o “mata-mata” no fim?

– Isso evita que entreguem jogos?
Não em 100%, pois não tem como. Mas você terá certeza que a DECISÃO do campeonato será feita entre os melhores, o que naturalmente é mais interessante do que ser campeão em cima de time entregando jogo ou de time rebaixado.

– Mata-mata pra rebaixamento?
Esquece  o “mata-mata” antigo. Na realidade é um desafio extra. Você dá ao time de pior campanha a chance de, frente a frente e sem vantagem alguma, provar que merece. Se não provar, tá fora. Mas é uma chance! É uma mistura da “justiça” dos pontos corridos e da emoção do mata-mata.

– Alguem pode entregar também quando faltar 2 rodadas pra encerrar a primeira fase.
Não. Porque como você também jogará mata-mata, seja pra não cair ou pra ir pra Sulamericana, você não pode entregar. O prejuízo é seu na semana seguinte.

Mais dúvidas? Mais contestações?

Usem os comentários.

E note: Isso é uma IDÉIA. E está aqui pra ser discutida. Não pra chamar quem discorda de imbecil, nem quem concorda de burro. Deu pra entender?

abs,
RicaPerrone