Home » Futebol » Campeonatos » Copa do Mundo » Um bom teste

Um bom teste

Se o adversário era fraco, tem motivos. É exatamente pro jogo ser mais tranquilo, pra que se analise a movimentação, posicionamento e evite contusões. Tá certinho o Dunga em testar o time nestas condições.  E assim sendo, com pouco referencial adversário, resta a analise tática do time.

Devidamente escalado, o Brasil não tem grandes surpresas. Tem um 442 dos mais simples e sem inventar muito. Felipe Mello pela esquerda, Gilberto na direita. Kaká mais pra esquerda, Elano na direita. Robinho roda, Luis Fabiano mais preso. Sem muita firula.

A formação é rápida, leve, permite um jogo mais prático quando contra-ataca e um time que chega de forma equilibrada quando pressiona.

Ao contrário da seleção do Parreira, esta não capenga pra lado nenhum. Tem as mesmas características dos dois lados com laterais rápidos e ofensivos. Tem bom apoio de Elano e Kaká, que alternam a chegada na área, enquanto Robinho fica rodando procurando espaços.

Não acho que o craque do time seja o Kaká. Acho que o Robinho é muito mais técnico que ele, inclusive capaz de fazer jogadas improváveis com mais facilidade.

Gostei da forma de se postar em campo, e achei natural que o time se poupasse e não fizesse nenhuma loucura em busca de um placar mais elástico.

Elano, Michel e Daniel fizeram boa partida. Robinho também se movimentou muito, e o ponto negativo foi o Kaká, que se movimentou pouco e errou quase todos os passes que tentou dar. Mas, fora de ritmo, é normal também.

Dunga preza pelo equilibrio e o coletivo. Nesta lógica, caminha bem.

O time é equilibrado, é forte na marcação, sai rápido e tem talento na frente pra resolver.

Gostei do teste. Valeu a pena.

abs,
RicaPerrone