Home » Futebol » Campeonatos » Brasileirão » Tudo “quase” igual

Tudo “quase” igual

O juiz! Ninguém melhor pra explicar um empate onde dois times queriam muito ganhar do que o juiz.

Mas mesmo que queiram e consigam justificar a “não vitória”  com algum lance polêmico, há mais 90 minutos pra serem avaliados de forma bem simples.

O Fluminense é mais bem treinado que o Corinthians. Sabe o que fazer com a bola e tem controle do que pretende.  O Corinthians dependeu o tempo todo de alguma jogada individual.

O desfalque do Cícero poderia ter prejudicado muito a saída de bola do Fluminense. Mas o Guerrero não é o cara que vai fazer uma jogada brilhante e o gol sozinho.

A bola tem que chegar. E chegou mais pro Fred que pro Romarinho. Desfalques a parte, o Fluminense soube lidar melhor com a perda.

Se houve um momento em que o Timão conseguiu equilibrar a coisa e até estar melhor na partida foi quando sua torcida se inflamou. Mais pelo “vamo porra!” do que por qualquer ordem tática, o time ficou perto de virar o jogo.

Mas poderia também ter perdido, não fosse o único erro indiscutível da arbitragem no jogo.

Os pênaltis você pode chorar pra lá ou pra cá. Eu acho que ele foi bem nos dois. Mas o lance do gol anulado, como mostra a imagem, o bandeira errou. Difícil! Mas errou.

O 2×0 ali dificilmente daria ao Corinthians condições de reagir. O Flu esteve bem mais perto da vitória por isso.

Porque controlou a bola e queimou menos no chutão. Porque o Jean, volante, conseguiu ter mais qualidade no passe que o Jadson, meia armador. E porque o Renato Augusto entrou tarde demais na partida.

Um grande jogo. Dois grandes candidatos ao título. Mas hoje o Fluminense se mostrou mais pronto que o Corinthians.

abs,
RicaPerrone

Comentários