Home » Futebol » Troca com a Espanha!

Troca com a Espanha!

A Espanha quer sediar a Copa em 2018. Eles não precisam de obras, tá tudo pronto. Então, sugiro aqui, pelo bem do nosso futebol: Porque não trocamos,  sediamos 2018 e damos 2014 pra eles?

E isso não diz respeito a uma troca inconsequente atestando incompetência, mas sim a preservação de um momento especial do nosso futebol.

Enquanto todos os sulamericanos sofrem com a crise e diminuem seu potencial, o nosso cresce a cada dia. Nossos clubes estão se estruturando, nossos craques voltando, os grandes mais fortes, as torcidas mais presentes.

Há também algo relevante que é a volta da distribuição geográfica do nosso futebol. Até outro dia parte dos grandes não tinha condições de brigar. Hoje, notem, os 12 grandes tem estrelas e bons times.

Hoje, o futebol do Rio é novamente protagonista. Os dois gaúchos fortes, o Galo com um belo time e um belo treinador, cheio de esperança. O Botafogo forte, o Inter campeão, o Santos encantando, e por ai vai.

Pela primeira vez em muitos anos estavamos vendo o torcedor curtir futebol com ídolos, expectativa e grandes jogos. Mesmo que tecnicamente ainda não estejamos no nível Brasil, pelo menos estamos vendo a volta de alguns talentos.

Futebol vive de nome, de marketing, expectativa. Nada mais bonito do que Flu e Vasco, que outro dia jogavam pra não cair, entupindo o Maracanã e causando euforia no país todo. Isso na semana em que o Ronaldo volta a treinar, que o Inter ganha a América, que o Renato volta ao Grêmio, que o Gilberto volta ao Cruzeiro, que o Flamengo anuncia 2 reforços de peso, que o Neymar ficou, entre outros.

Nunca vimos o futebol brasileiro crescer tanto. Dentro e fora de campo.

E isso tudo será brecado pelas obras no Maracanã, Mineirão, Beira-Rio, etc.

É básico: Quando você tira a casa de um time, ele perde parte de sua força.  Não é hora de minar as forças de Flamengo, Fluminense, Inter, Cruzeiro e Galo em troca de obras emergenciais. Talvez, e tenho convicção disso, seja melhor fazer os dois de forma que não se atropelem.

A Copa é fundamental pra nós. Mas a manutenção do crescimento destes clubes idem.

Porque não 2018? Assim os estádios ficariam abertos, as obras aos poucos, sem correria, sem risco de erros, sem prejudicar ninguém.

É hora de curtirmos nossa evolução. E mesmo que a Copa seja a cereja do bolo, como acho que será, talvez seja mais negócio esperar um pouco mais.

Não acham?

abs,
RicaPerrone