Home » Futebol » Tricolor nas mãos do PCC

Tricolor nas mãos do PCC

Calma, pô! É Paulo César Carpeggiani, o novo comandante tricolor para tentar sair da situação desconfortável de não se jogar futebol há 4 anos. O técnico que Zico, Junior, Leandro e cia inventaram na década de 80 e desde então não ganhou mais nada é a nova aposta de Juvenal.

Aposta é o escambau, pois ele é quase certeza, só que de fracasso. Torço pra que dê certo? Claro! Gosto do cara? Muito! Mas como treinador, não tem nenhum argumento que defenda seu nome como “solução” ou como aposta de baixo risco.

O cara tem 61 anos, é técnico desde 81, ou seja, 30 anos! Ganhou tudo com o Super-Flamengo quando começou e há 28 anos não conseguiu mais nada. E quando digo “nada”, não é modo de falar, tá? Prometo.

Carpeggiani é um técnico comum. Pardal por onde passa, inventa pra cacete, nunca fez um trabalho coerente e de bons frutos desde o Flamengo. Talvez na seleção do Paraguai, onde se defendeu bem com a super defesa que tinha. Fora isso, nada que mereça muito destaque.

É esse o cara que vai resolver os problemas do SPFC?

É pra isso que o Tricolor esperou Dorival se empregar?

Não querem o Luxemburgo porque ele “é decadente”? Aí sim, pois o Luxa não ganha título há 2 anos. O Carpeggiani é mais regular, não ganha há 28 anos.

Não faço idéia de onde o Juvenal esteja querendo chegar com isso e contesto a contratação. Não gosto, acho técnico pro Atlético PR, pro Vitória, pro Goiás.

Quando fiquei sabendo, disse que não havia gostado no twitter e para amigos. Julio Casares me ligou e argumentou que, tendo perdido o Dorival, era o único nome que hoje em dia poderia assumir. E aí até concordo com ele.

Vai fazer o que agora? O Luxa no Morumbi, pelo jeito, não dá. O Dorival já foi, o Felipão tá firme, o Renato bem no Grêmio, o Muricy no Flu, o Mano na seleção, o Adilson no Corinthians… com experiência e sem custos absurdos só sobrou o Carpeggiani, que estava num clube menor e seria fácil tirá-lo de la.

Não gosto, respeito, torço pra que dê certo, é um bom sujeito, mas não tem curriculo pra voltar ao Tricolor.

Que cale minha boca, pois sempre faço votos para que os 12 grandes estejam vencendo.

Mas, dúvido.

abs,
RicaPerrone