Home » Futebol » Botafogo » Torcida também perde jogo

Torcida também perde jogo

Eu não sei o que tem na cabeça um torcedor que sai de cada na quinta rodada do estadual, com o time vindo de goleada, invicto ainda, líder, formando o time e ele começa a vaiar e reclamar no primeiro tempo.

Não que eu ache que torcedor tem obrigação de ajudar. Mas também não é muito inteligente atrapalhar.

Fica em casa. Lá,  no máximo sua esposa vai ouvir você delirando na frente da TV. Capaz de até ela rir da sua cara, é verdade. Mas pelo menos seus surtos não se propagam no estádio, não chega ao time e nem aos “Maria vai com as outras” que sentam ao lado e fazem igual sem nem saber onde estão.

Porra, torcedor!

Vaiar o técnico, o meia reserva que entrou hoje na vaga do contundido, ficar pedindo o atacante reserva (que é bem comum, diga-se) num jogo contra o Bonsucesso?

Eu ia falar do jogo, das boas jogadas que o Bota chegou a fazer indo a frente não apenas com Abreu mas, desta vez, já ameaçando funcionar em bloco. Ia falar da estrela do argentino, dos gols perdidos, etc.

Mas não dá pra ignorar o festival de anti-botafoguismo que vimos hoje no Engenhão.  (Gostei de “Botafoguismo”… não?)

Se fosse proporcional aos resultados dos últimos 20 anos, vá lá. Mas não é.

Tão pagando de exigente na hora errada, com as pessoas erradas a troco de nada.

Dizem alguns amigos cariocas que preferem o Engenhão sempre com aqueles 5 mil torcedores e não com 10, pois fatalmente tem metade ali que foi pra meter foto no orkut. Devem ter alguma razão.

O Fogão deve pra sua torcida há algum tempo. Mas neste ano, após outra goleada, um projeto começando bem, um time sendo montado e 1 mes de trabalho, quem tá devendo são os torcedores.

Já disse, repito: Sabe porque o Botafogo chega e não ganha? Porque nem vocês acreditam nele.

Com essa mentalidade nada vai mudar no clube.

Chega de “eles perderam”, “eles ganharam”. Tá na hora de usar o “nós” no Botafogo.

E que tal começar na arquibancada?

Joga junto, mané!

abs,
RicaPerrone