Home » Futebol » Campeonatos » Copa do Mundo » Tá na prancheta

Tá na prancheta

Dunga teve 3 anos e meio para montar um time e o fez. Hoje, com ou sem contestações, a seleção é facilmente escalada e é bem nítido o posicionamento de cada jogador em campo. Hoje, em amistoso onde ninguém queria colocar o pé, deu pra notar, de novo, o sistema de jogo.

É um 442 simples, com um volante de cada lado cobrindo as subidas dos laterais.

Dois meias, com um ajudando de cada lado, sendo que o Kaká centraliza mais em virtude do Robinho ter a tendência de abrir pela esquerda.

Equilibrado, com 3 jogadores talentosos na frente e muito forte na marcação. Faltam craques? Sim.

A questão é que eles não faltam na seleção, mas sim no nosso futebol. A safra é comum, e hoje nosso melhor jogador é, disparado, o goleiro.

Me preocupa o Kaká. Novamente com dificuldade de movimentação, ritmo de jogo e até tempo de bola. Errou quase tudo que tentou, apareceu pouco e não parece confortável. Sem ele, o time fica em situação complicada.

E antes que alguém ache que é um “crime” depender do Kaká, bom lembrar que em todas as Copas dependiamos de alguem, principalmente nas que ganhamos. É natural que haja “o cara”.

O time fez um jogo fraco hoje. Apensar se postou táticamente e nem correr, correu.

Entre criticas, cornetas e euforia, o time do Dunga é equilibrado e bem treinado.

A próxima vez que a bola rolar será pra valer. Aí sim, veremos este time jogando tudo que pode, não apenas o rascunho, como foram os dois amistosos.

abs,
RicaPerrone