Home » Futebol » Seleção » Tá fácil “chegar lá”

Tá fácil “chegar lá”

Eu não tenho nem avaliação pra fazer sobre o Firmino e o Talisca. E isso me dá alguma desconfiança, já que pra ser um  jogador de seleção brasileira, na minha cabeça, o cara deve ser pouco contestável.

Talvez eu esteja falando dos novos craques do time. E que fique claro, não os conheço.  Mas me preocupa muito que 15 jogos no campeonato Português seja o suficiente para estar no time mais cobiçado do mundo.

Me preocupa que o Firmino jogue num time de merda da Alemanha e que chegue a seleção brasileira por ele. Tal qual o goleiro da Fiorentina, outro time meia boca que não deve exportar ninguém pra seleção brasileira.

– Então pra você jogador pra ir pra seleção tem jogar em time grande?

Sim. É parte do processo provar que pode.  Quantos caras você viu brilharem na Portuguesa e sumirem fora dela? Quantos na Ponte Preta? É diferente ser “bom” num time pequeno . Pra aparecer num grande tem que ser “muito bom”, e é isso que a seleção busca.

O Talisca pode ir do Benfica a seleção. É time grande. Mas em 15 jogos?

É isso que o jogador precisa na carreira agora pra chegar a mais cobiçada posição que um jogador pode chegar?

Acho pouco, como achava um equívoco em 2010 considerar Neymar e Ganso as soluções da Copa por 1 paulistão  bem jogado.  Tá fácil. Tá tudo muito na mão e quando se tem muito fácil se dá menos valor.

A camisa da seleção tem que ser um prêmio, não uma aposta.

abs,
RicaPerrone

Comentários