Home » + Chamada » Somos só mais uma vítima

Somos só mais uma vítima

Pra abrir, facilito qualquer discussão afirmando que sim, o Atlético Nacional é mais time e mereceu a vaga. Ponto.

O que vem a seguir é outro assunto. Assunto que já tratei aqui outras vezes até mesmo sugerindo um boicote dos times brasileiros ao torneio. Dessa vez, este ano, foi com o “meu time”, e por isso volto a contestar.

Aconteceu com Flamengo em 2007, com o Flu em 2008, com o Inter em 2007, o Santos outro dia. Aconteceu com o Grêmio, com o próprio SPFC e tantos outros times brasileiros em Libertadores.  Os lances podem ser capitais ou não, a tendência é quase sempre sairmos prejudicados.

Não sou favorável a nenhum tipo de complô, mas sou favorável ao bom senso. Não se coloca um argentino pra apitar um Brasil x Colombia que define o possivel adversario do Boca, porra!

“Ah, tudo bem! O juiz é mesmo energico e podia ter expulsado o Maicon”.  Ok, vou considerar seu argumento.  Mas aí ontem o juiz deixa de dar um pênalti, de expulsar o zagueiro, além de por consequencia disso ter expulsado jogadores do SPFC.

É a primeira vez que um time brasileiro sai da Libertadores inconformado? Não. É a décima? Não! É a vigésima!

Alguma coisa tem que ser feita.  Ou se padroniza a porra da arbitragem, ou se sorteia o juiz, ou vamos ter que começar a suspeitar. E podemos! Porque ao contrário das mil teses que falam disso no Brasil, temos diversas acusações e condenações de arbitros envolvidos em esquemas para favorecer times argentinos. Só entre SPFC e River Plate duas vezes o arbitro estava comprado e foi afastado após julgado.

Não temos força política? Ok.  Eles falam uma língua e nós outra? Ok. Somos sempre o time a ser batido? Ok.  Mas tem limite.  Todo ano um ou dois de nossos clubes saem da Libertadores desesperados com a arbitragem. Sem contar os que são assaltados e conseguem não ser eliminados, caso do SPFC em 2005 contra o River.

Vamos chorar, chorar, chorar e… ninguém vai fazer nada? Cadê os clubes unidos nessa hora pra levar um protesto a Conmebol e ameaçar não disputar? Sem Brasil a Libertadores quebra. Somos o pilar de sustentação financeiro do futebol sulamericano há decadas.

Tá na hora de ser filha da puta capitalista e usar o poder a nosso favor. Não queremos ajuda. Só queremos o devido papel que nos cabe: Os donos dessa porra.

abs,
RicaPerrone

Comentários