Sobre meninos, lobos e bobos

Thiago Neves é o que chamo de craque. E chamo assim quem considero ter uma condição técnica desigual com a maioria. Jogadores esforçados podem ser uteis, porém, não ganham o status de craque por esforço e resultados.

Roger, do Cruzeiro, é craque. Se faz uso disso ou não é uma segunda discussão. Thiago Neves tem talento, personalidade em campo para surgir em jogos dificeis e condições de ser titular de seleção brasileira. Pra mim, o melhor “10” do país hoje.

Com o Palmeiras, assinou e não foi. Ficou no Flu. Lá, foi afastado durante a dúvida sobre qual era o seu empresário e quais eram seus pré-contratos. Tudo resolvido, voltou. Jogou uma barbaridade, sumiu porque quis.

Volta ao Flamengo, diz ao clube que não negocia com o rival em nova atitude covarde, pois não é crime fazer o que fez. Sabe-se lá porque, prefere mentir e dizer que não está fazendo nada, quando quase sempre, está.

O Flu dizia que não, e fez. Coisas do futebol, é parte do jogo esconde-lo. O que não é parte do jogo é mentir para instituições e transferir a responsabilidade que era pra ser de um homem para um empresário.

Eles tem procuração. E se tem, vocês deram. Se deram, respondem e falam por vocês. Se não gostar, demita-o. Se não o fizer, o que ele disser saiu praticamente da sua boca.

É claro que, mais uma vez, Thiago mentiu. Ao fazer isso, de novo, vai pra outro clube grande e continua com a camisa 10. Porque no futebol quase todos são vadias.

Você pisa, cospe, maltrata e ela te faz café na cama. O Flu venceu, ficou com o “malandro”. Em breve, óbvio, estará tomando uns tapas. Mas ele gosta, todos gostam.

Anti-ético? Não. Fez o que todos fazem, buscou o jogador e pronto. Se disse pela mídia que não e o Flamengo acreditou, bobo é o Flamengo. Se disse ao telefone, direto pra presidente, pouco ético é o presidente do Flu.

Seja como for, mais uma vez estamos diante do caixão de um ditado: “Não há mais bobo no futebol”.

Há sim, são quase os mesmos, só que com outros “espertos”.

Thiago é craque, vai arrebentar no Flu. Quando sair, talvez arrebente o Flu. Amanhã, quando outro jogador fizer mais um pré-contrato as escuras com alguém e desta vez a vítima for o Tricolor, reclamará. Mas é tão pai quanto os demais, pois quando interessa, faz.

Clubes são bobos, jogadores meninos mimados que não tem opinião e nem palavra. Empresário, os lobos.

Hoje um dá risada, amanhã ele reclama. Se não desse risada quando “malandrão”, choraria menos quando “bobão”.

Isso cabe ao Fla, ao Flu, a todos os demais.

Inclusive aos meninos, aos lobos e aos bobos.

abs,
RicaPerrone

  

Football results provided by whatsthescore.com

Standings provided by whatsthescore.com