Home » Futebol » Clubes » Vasco » Sem referência

Sem referência

reginaldo_ae_marcelomoreira

É claro que vão olhar pro placar e dizer: “Com esse time não dá!”. E não daria, fosse este o time do Vasco pra 2014.

Mas não é. E por mais que Adílson não possa ir a TV e dizer que dos seus 11 titulares provavelmente 8 estavam fora, dá pra imaginar pelo elenco disponível que o Vasco da estréia está longe de ser o Vasco de 2014.

Juninho, Montoya, Bernardo, Pedro Ken, alguns dos reforços não tão conhecidos são, no mínimo, motivo de mais expetativa do que Felipe Bastos e Reginaldo.

Dos reservas de hoje pelo menos 4 seriam titulares do “meu time”.

Rafael Vaz, Jomar, Montoya e Thalles. Além dos citados anteriormente e de alguns reforços onde deposita-se esperança, como Diego Renan, lateral que começou voando no Cruzeiro e simplesmente parou.

Pra estadual e série B o Vasco tem time.  Pra pensar em título de Copa do Brasil, ainda não. Menos ainda se houver uma virada de mesa e o Brasileirão tiver 24 clubes na série A.

Mas transformar essa estréia em referência de qualquer crítica é mais que maldade. É covardia.

abs,
RicaPerrone

Comentários