Home » Futebol » “Sem neurose”

“Sem neurose”

Das 150 teorias que surgirão após um “tropeço” da seleção brasileira as vésperas da Copa América, acho 99,8% inúteis.  Se coloca esse, aquele, o jogador que merece, etc, etc, etc. Aquela bla bla bla de todo jogo do Brasil que temos que aturar como se tivesse sido o último.

Hoje, sob vaias ao meu ver injustas, não foi diferente.

“Tira o Fred!”. “Coloca o Lucas”, “Coloca o Thiago!”, “Tira o André!”, “Coloca o Damião!”, e por ai vai a noite toda se deixar.

A questão não é essa. É mais simples, bem simples.

Mano está na seleção porque mostrou trabalho, e dos bons.  Chama jogadores mais novos porque tem olimpíadas e porque mandaram ele renovar. Já disse, repito, insisto: Não concordo! Mas é com a filosofia, não com ele.

Pra mim seleção é topo. Damião e Lucas, por exemplo, na minha estariam ainda fazendo estágio. Na deles, já jogam e tem a torcida pedindo.

Depois não sabemos porque Robinhos e Denílsons são menos do que esperavamos. Ou sabemos?

O que faremos na Copa América, então? Faremos um laboratorio para jogadores que acreditamos serem o “futuro da seleção”. Se serão, o tempo dirá. Mas hoje é o que apostamos ser.

O time não tem uma cara ainda, mas caminha bem. Não jogou mal o segundo tempo, não venceu por detalhes.

Tem deficiencias, como todas as seleções que vi em 32 anos de vida que se junta na segunda e joga na quarta tem. Eu NUNCA vi uma seleção brilhar em amistosos sem treino. E quando vi, foi individual e não coletivo.

Chega a ser repetitivo. Todo ano mesma coisa, aí chega a competição principal a seleção junta, treina e pimba! Mete a faixa.

O que me incomodou de verdade hoje, de novo, é essa torcida de turistas. Eles não são de estádio, é fácil notar.

Por 150 paus uma arquibancada, você tá levando público de ópera pra roda de samba. Não adianta, a reação será diferente do normal.

Se na Copa for assim, e tudo indica que será, nosso maior adversário será a torcida.

Num jogo de futebol você deve convidar o torcedor de futebol. Por 150 paus você exclui enorme parte deles e leva ao estádio uma turma que, sem generalizar, não sabe exatamente como agir numa situação dessas.

Pra estes, é simples: Paguei, não tá bom? Eu protesto.

Só que futebol não é teatro, torcida faz parte do jogo e a seleção não ensaia a semana toda.

Nós vamos com esse time e ganharemos a Copa América lá, na casa deles, só pra variar.

abs,
RicaPerrone