Home » + Chamada » Sem espelho em casa

Sem espelho em casa

“Perdemos pra nós mesmos”.  Essa deve ser a frase mais comum no dia seguinte a um clássico qualquer. O time que perde o jogo não assume de forma alguma os méritos do rival e atrela a seus gols perdidos e defeitos na zaga o resultado.

Como se fosse possível enxergar algo além dos nossos 11 correndo em campo contra aqueles “cretinos”, sejam eles do clube que for.

Hoje cedo me perguntaram “porque o Flamengo perdeu”. Respondi que o Vasco é que ganhou. Porque na minha cabeça quando você acredita que “perdeu pra si mesmo”, você está começando a perder o jogo seguinte também.

Você pode querer saber onde errou o Flamengo. Acho justo.

E digo que não entendo a dificuldade que tiveram em ler o cenário sendo ele, Flamengo, o maior protagonista de casos semelhantes.  Que tipo de rubro-negro não sabe que, quando desacreditado, uma camisa pesada costuma responder a altura?

Como é possível, e eu vi, tantos flamenguistas “comemorarem” pegar o Vasco no sorteio pela fase do rival?  Ora, meu caro rubro-negro, você é a prova viva de que isso não existe. Como pode ser enganado?

Onde estava Emerson Sheik, que parecia mais disposto a provar ser “maior que o Vasco” (um absurdo sem tamanho, mas entendi como provocação) do que em ganhar o jogo? Porque tanto driblinho? Porque o chapéu? Porque a caneta e não o passe?

Vítima de si mesmo? Não, claro que não!

O Flamengo teve contusões durante o segundo jogo, uma torcida incrível no Maracanã ontem e um começo de jogo arrebatador. Mas em algum momento, de novo, ele achou que tinha o Vasco nas mãos.

Você quer mesmo saber onde errou o Flamengo?

Em olhar mais pra tabela do que pra camisa que tava do outro lado. Erro que todo mundo já cometeu com o próprio Flamengo e se deu mal.

Veja você, o maior dono de causas impossíveis não tem espelho em casa.

abs,
RicaPerrone

 

Comentários