Home » Futebol » Seleção » Riscos desnecessários

Riscos desnecessários

A CBF é comandada por pessoas tidas como “malandros” por diversas denúncias disso e daquilo que nunca dão em nada.  Mas se tem uma certeza que carrego comigo sobre a CBF é que de malandros eles não tem nada. Pelo contrário, são de inteligência bastante duvidosa.

Tudo que a mídia queria ver hoje cedo era um nome que os agradasse e portanto pudesse trabalhar em paz. Um cargo conquistado por merecimento, não pelo risco de uma aposta.

Eu não tenho nada contra o Gilmar. Não sei como será seu trabalho e não vou detoná-lo a troco de nada. Boa sorte pra ele. E só.

Mas a CBF, se fosse um pouco malandra teria colocado Brunoro, Leonardo e Rodrigo Caetano na mesma mesa hoje e dado um prato vazio pra imprensa comer. Seria uma forma de transformar frustração em expectativa. Uma maneira de dizer que “mudou”.

Mas não.

Ainda colocam um cara que era empresário, que por mais que eu duvide que esteja lá com qualquer má fé, sempre haverá alguém de microfone na mão pra fazer insinuações e de véspera rotular alguém que nem sabemos se é o caso.

A CBF tem todos os defeitos do mundo. É o reflexo dos nossos clubes, tal qual a seleção brasileira.  E por isso, talvez, justifique sua falta de inteligência na hora de administrar crises e situações.

abs,
RicaPerrone

Comentários