Home » + Chamada » #RicaPresidentedaCBF

#RicaPresidentedaCBF

Meu plano de governo é simples, embora difícil de convencer esse monte de clube “bunda mole” que não banca nem a liga que eles mesmos criaram, afinal, a mídia só dá porrada na CBF e deixa esses “detalhes” passarem.

Mas quando eu chegar lá, meu plano para o futebol brasileiro é bem simples. Veja as propostas:

  • Redes véu de noiva como padrão no Brasil. Será o único país do mundo onde a bola entra e fica no gol. Uma marca registrada que nos tiraram.
  • Retirar toda proibição do estádio. Pode fogos, bandeiras, faixas, cartaz, o que o torcedor quiser levar. O mau uso de algum material gerará punição real. A CBF processará todo torcedor que cometer qualquer ato de vandalismo no estádio.
  • Entraremos com um pedido junto as prefeituras para que voltem as barracas de pernil e hot dog em volta dos estádios.
  • A cerveja está liberada e haverá limite de preço. O teto será 6 reais por copão.
  • Não haverá protocolo para entrada em campo. Cada time entra quando quiser e como bem entender.
  • Os jogadores que subirem no alambrado e/ou tirarem a camisa na comemoração não serão mais punidos pelo arbitro. “Esconder o patrocínio” é um problema entre patrocinador/patrocinado/jogador. A CBF não tem nada com isso.
  • O Brasileirão voltará a ter 8 classificados e um mata-mata no final para definir o campeão. Jogos de ida e volta, quarta e domingo, resolvendo em 3 semanas. Não haverá time de férias em outubro, como dizem.
  • Emissora que não chamar a Arena do clube pelo nome será multada.
  • Os direitos de TV serão vendidos pela CBF e não mais individualmente. Proibindo que um dos 12 grandes ganhe menos de 70% do que mais faturar numa divisão mais equilibrada prezando pelo campeonato e não pelo individual.
  • O campeonato será licenciado com times e jogadores e estádios ao FIFA e ao PES, sem exclusividade.
  • 25% dos ingressos de cada jogo devem ser vendidos a no máximo 20 reais. A criação deste setor popular é obrigatória.
  • 5% da carga de ingressos será destinada a escolas publicas para que nossas crianças voltem aos estádios e aprendam o que é futebol de fato.
  • Não será permitida a entrada de camisas da argentina em qualquer estádio brasileiro.
  • Não haverá mais necessidade de execução do hino nacional antes das partidas. Por opção do mandante pode haver enfileiramento do time da casa para o hino do clube se assim quiserem. O visitante deve ouvir o hino adversário como bem entender, inclusive provocando se achar conveniente.
  • Times brasileiros não disputarão a Sulamericana e valorizarão a Copa do Brasil.
  • A CBF não fará qualquer esforço para receber bem qualquer time da Libertadores que tratar os brasileiros a pedradas em suas respectivas casas.
  • O Grêmio será punido em 40 mil reais por cada partida que a Carol Portaluppi não entrar em campo após o jogo.
  • Todo time deve adotar um cachorro e te-lo como mascote durante a competição. Entrando em campo com ele e usando em ações de marketing. Promovendo a adoção de cachorros pelo país.
  • Não será permitida a entrada de qualquer torcida organizada no estádio sem que os sócios dela apresentem também a carteirinha de sócio torcedor.
  • O ingresso acima de 50 reais dá direito a um refrigerante/cerveja e um hot dog.
  • Mulheres e crianças pagarão meia entrada nos estádios do Brasileirão.
  • O arbitro será profissional, passará a semana treinando num CT da CBF e sera avaliado toda semana antes de escalado para um jogo.

Vote em mim.

abs,
RicaPerrone