Home » Futebol » Clubes » Cruzeiro » Racismo ou viadagem?

Racismo ou viadagem?

torcidaVivemos num mundo “viadinho”, isso não é novidade. Qualquer coisinha é motivo pra polêmica, chororô, etc. Se você chama um gordo de gordo, pode ser processado. Mas não é. Se chama um gay de viado, é processado na certa. E no futebol, onde sempre tudo foi normal, as coisas começam a mudar.

Primeiro foi Grafite, agora o Cruzeiro com Elicarlos acusando Maxi Lopes. Não por acaso, 2 casos envolvendo argentinos.

Taí um ótimo assunto pra eu dizer: Não tenho opinião formada.

Quando aconteceu no Morumbi, até por ser contra um time argentino, eu achei ótimo. Confesso. Fui mais torcedor do que jornalista pra analisar aquilo na época.

Tá errado? Tá, claro que está! Onde ja se viu chamar um negro de macaco? Na Argentina, diria eu. Lá, segundo eles, o racismo é cultural. É sério! Eles tem a cara de pau de dizer isso.

Mas a gente tambem sabe que num jogo de futebol você cospe, ofende, chuta por baixo, enfia o cotovelo, pisa no pé, etc. Aí é que não sei se cabe isso. Porque amanhã um jogador vai a delegacia dizer que foi chamado de filho da puta, e ai? É ofensa…

Futebol não é bem assim. Existe uma dose de razão no Elicarlos porque ninguém merece ouvir isso, ainda mais de um argentino.  Mas também há uma dose de exagero.

Eu sou da turminha que devolveria chamando de viado, loirinha, argentino de merda, falaria mal do pais, mandava enfiar o alfajor no… enfim, eu devolveria na mesma moeda. Ou até numa bela cotovelada. rs

Mas, ele preferiu o caminho legal das coisas.

Não consigo ter uma opinião formada se o ideal e relevar por ser um jogo ou ir até o fim por ser racismo.

Eu nào teria ido a delegacia, mas não sou negro pra saber o quanto me doiria ouvir algo assim. Ouço muita besteira e as vezes tenho vontade de processar meia duzia. Então eu entendo a raiva dele.

Mas… não sei o que pensar sobre o caso.

abs,
RicaPerrone