Home » + Chamada » Quem é o “vilão” da expulsão?

Quem é o “vilão” da expulsão?

O árbitro Flávio Rodrigues Guerra expulsou David Braz e as imagens “caguetam” que não foi por ofensa e sim pelo pênalti.  Temos então um erro de arbitragem.

Um erro meio tosco, até.

É decisivo pro resultado? Não. Ele expulsaria um dos dois, trocou, expulsou o zagueiro errado, acho que meteu um caô na súmula e o Jadson fez o gol.  O Corinthians muito provavelmente ganharia da mesma forma e nem a parte tática do jogo mudaria muito. Não é um erro capital. É um erro imbecil.

O meu ponto é bem menos relevante ao clássico do que a discussão se foi por ofensas ou pelo pênalti.

Que grupo é esse do Santos que assiste um jogador ser expulso injustamente e não tem um pra ir até o autor do pênalti e entrega-lo para fazer justiça, se não com o árbitro, com o companheiro?

Ah, ninguém viu! Pera aí! O próprio autor do pênalti tinha a obrigação moral de assumir e não deixar o colega fora do próximo jogo por algo que não fez.

Enquanto os olhos vão todos para “erro em jogo do Corinthians”, ou “o juiz está mentindo”, o maior dos problemas pra mim é como que um time permite que dentro do seu grupo alguém seja injustiçado sem entregar o culpado.

Me parecia simples. Se o grupo e o autor do pênalti vão até o arbitro e esclarecem, ele expulsaria o réu confesso.  Pelo menos é o que a lógica nos dá a entender.

O Flávio Rodrigues Guerra deve ser punido pela lambança.  O Zeca, pelo Santos.

abs,
RicaPerrone

Comentários