Home » Futebol » Clubes » Cruzeiro » Quem diria?

Quem diria?

Quem poderia imaginar, lá pra maio ou abril, que Santos e Cruzeiro, hoje, na Vila, pelo returno, não seria um jogo de decisão?  Pelo que vimos nos prognósticos antes do campeonato e pelo que vejo em meu Bolão, quase ninguém duvidava dos dois.

O campeão da América agora vive de cruzamentos e do Neymar. O “melhor da América” até perder pro Once Caldas é o retrato fiel da barca afundando.  Não lutam por nada. Apenas cumprem tabela.

Claro que nem é bom aproveitar o momento pra questionar aqueles que dizem que o mata-mata é ruim porque deixa times 1 mes sem jogar. Afinal, ficariam encabulados com o número de clubes que ficam sem jogar mesmo entrando em campo no returno.

Nem era hora, mas Cruzeiro e Santos fizeram por onde.

Possivelmente o dia 10/09 estava reservado pro grande jogo do turno. O decisivo Santos de Neymar e Ganso contra o encantador Cruzeiro de Montillo, Roger e Gilberto.

Meses separam o sonho da realidade. E a realidade é bem diferente do sonho.

Cuca caiu. O Cruzeiro desapareceu.  Aquele futebol encantador virou uma coisa burocrática, chata, feia e dependente de um só jogador.

O Peixe, campeão da Libertadores, vai usar este argumento até chegar no Mundial. Lá, reclamará que a pressão é muito grande por um só jogo, esquecendo que quem fez de 7 meses 1 partida foi ele mesmo. Era só querer jogar o Brasileiro, mas não quis.

O futebol santista ainda luta contra Muricy através de Neymar. Tirando ele, time recuado e que cruza na área sempre que tem a bola.  Pragmatismo que pode até acabar ajudando contra o Barcelona. Vai saber…

Enfim, apita o arbitro na Vila.

Santos 1×0 Cruzeiro.  E ninguém nem notou a partida.

Quem diria….

abs,
RicaPerrone