Home » Futebol » Botafogo » “Quase” tudo errado

“Quase” tudo errado

Para pouca gente Fluminense e Botafogo jogaram a vida em 2014 no Maracanã. Tão frustrante quanto o público, o futebol.  Mais do Flu, vencedor, do que do Bota, o vencido.

A decisão de Maurício em afastar o trio há cerca de um mês se mostrou errada. Simplesmente porque nos últimos dois jogos o Botafogo não precisava ter perdido.  Dava pra ter ganhado do CAP, dava pra ter empatado com o Flu, pelo menos.

De todos os cenários possíveis o mais real era um ataque x defesa do Flu contra o Botafogo.  Mas por incrível que pareça o time mais técnico resolveu jogar pelo alto, fazendo chuveirinhos por 90 minutos e igualando a condição dos dois times, já que não é preciso muita qualidade pra “saltar”.

E desta forma, acredite, o Botafogo teve duas bolas pra marcar e mudar o jogo. Talvez até ganha-lo. Numa o Carlos Alberto quis aparecer no Fantástico, na outra o jogador que nem me recordo escolheu chutar ao invés de tocar de lado pra um dos atacantes livres na cara do gol.

Uma hora uma cabeçada vai pro gol. E o Flu encontrou num de seus cruzamentos a cabeça de Edson e os 3 pontos que o mantém na zona de cobiça pela Libertadores, enquanto joga o Botafogo num domingo desesperador onde só rezar é opção.

Campo molhado, ninguém chuta. Time mais técnico, e só cruza.  Time mais limitado, por uma bola, a encontra, e brinca na hora de marcar.

Fizeram tudo errado. Mas o Fluminense é tão melhor que o Botafogo hoje que nem assim houve uma surpresa.

Deu a lógica.

abs,
RicaPerrone

Comentários