Home » + Chamada » Quando um lance fica maior que um jogo

Quando um lance fica maior que um jogo

São Paulo e Corinthians fizeram muito mais do que o resultado insinua.  Num grande jogo, aberto, cheio de alternativas e com dois times buscando a bola no chão, qualquer resultado era bem aceitável até os 47 do segundo tempo.

Ali, naqueles segundos finais, o jogo todo foi apagado.

O que resta é saber se foi ou não pênalti, Não adianta fugir pra qualquer subjetivo argumento que possa salvar a tese de que, aos 47, um penalti mudaria o resultado sem chance de reverter.

Bem verdade que penalti não é gol. Mas é a melhor chance que há.

E se por um lado o SPFC teve mais volume de jogo e até duas bolas na trave, o Corinthians é claramente um time mais bem formado na parte coletiva.  Embora sem os 3 pontos e uma liderança pragmática de outros tempos, o Tricolor joga um futebol hoje que há muito não jogava.

É protagonista do jogo, dono das iniciativas e não se esconde atrás de uma bola parada. Alguns dizem que o Tite parece o SPFC de 2006/2008. Mas não é verdade. O Corinthians busca o jogo pelo chão, tem alternativas ofensivas treinadas e não depende de bola parada para vencer.

Gosto desse São Paulo.  Mesmo sabendo que ele é menos favorito do que o anterior, eu prefiro esse.

E tal qual o jogo, nada do que escrevi até aqui importa mais. Tudo que você quer saber é se foi ou não pênalti, certo?

Então eu te digo que achei o lance confuso porque ele parece levar a mão ao corpo, mas quando toca na bola ele parece que a empurra de propósito.  Eu daria.

O pênalti, seus corintianos …. O pênalti!

abs,
RicaPerrone

Comentários