Home » Futebol » Botafogo » Pra lembrar e pra esquecer

Pra lembrar e pra esquecer

É bom lembrar que ontem, no Pacaembu, estavam dois dos favoritos ao título brasileiro, que desde o começo estão no alto da tabela fazendo campanhas competentes e regulares. Lembro também que o Fogão estava desfalcado, mais até do que o Corinthians, pois suas peças de reposição não estão a altura dos titulares.

Me lembro que nos últimos anos travei discussões aqui dizendo que o futebol era cíclico, que nada durava pra sempre e que o último do ano anterior poderia ser o campeão do ano seguinte, desde que fosse grande.

O Brasileirão 2010 me ajuda a lembrar disso todo dia, pois o recém rebaixado Corinthians briga com o quase rebaixado em 2009 Fluminense pelo título, equanto SPFC e Flamengo, ultimos campeões, fazem campanhas mediocres.

Ontem o Pacaembu recebeu um grande jogo. Há quem diga que o Corinthians “tropeçou”, e nem isso consigo enxergar, de tão bem que se postou o Botafogo.

Há quem coloque na conta do arbitro, e eu também não vou por este lado pois achei o lance do Herrera dificílimo pro bandeira. Não, não estava impedido. Mas também não dá pra crucificar o cara, foi um lance complicadíssimo.

O importante e que deve ser lembrado é o jogo em si e as boas atuações dos dois times. Com altos e baixos na partida, o que se viu ontem foi um Botafogo desfalcado que peitou o Corinthians fora de casa de igual pra igual, e um Corinthians que não se apavorou, como raramente se apavora, e que chegou com qualidade diversas vezes.

Sem chutão, o Corinthians tem um estilo de jogo cadenciado e bonito de ver. É sempre no chão, sempre trabalhando a bola. O Botafogo usa o que tem e quando aperta joga na área, até porque sem Maicosuel e Jobson não há muita alternativa.

Os dois brigaram, criaram, correram e mostraram porque estão onde estão.

Fiquei surpreso sim com o Botafogo. Achei que pelos desfalques viria ao Pacaembu pra “não perder”, e não aconteceu. Agrediu, tentou, arriscou e quase venceu. Diria até que merecia mais do que o Corinthians, pelas chances criadas.

Um jogão daqueles pra lembrar no fim do campeonato, assim como foi Corinthians e Inter no final de semana.

Pra esquecer foi o lance final da partida, onde o garoto Caio achou que era dia de ser craque e aparecer na TV. Egoista, precipitado e irresponsável, tirou 2 pontos do Botafogo por mera vontade de fazer golaço. Era só rolar do lado, o gol era certo.

O Joel pode até esquecer, como talvez o lance se perca na história entre tantos outros erros grotescos. Mas a torcida do Fogão não esquecerá, e o Caio, ex-xodó, terá que meter muita bola na rede pra apagar essa lambança.

Empate de 2 times que merecem estar na briga pelo título. Jogaram muito bem, como quase sempre tem feito.

Estatísticas do jogo de volta ao blog!

abs,
RicaPerrone