Home » Futebol » Clubes » Fluminense » Pouco a “achar”

Pouco a “achar”

Eu acho o Luxemburgo um puta gênio. Acho também que ele está cansado e precisa de férias.  Acho um monte de coisas sobre vários assuntos. Mas tem alguns que são tão claros que nos deixam meio sem vontade de opinar.

Mas preciso. Então, vamos lá.

Não teria assumido o Flu se fosse ele sabendo que o presidente do clube não o queria.  O ambiente deve ser ridículo sendo chefe de um departamento numa empresa onde o presidente não quer você.  Inclusive diante dos seus comandados, deve pesar.

Foi. Ajeitou, começou a ganhar. Ótimo.

Antes de dar no Abel ou no Luxemburgo, acho que a diretoria do Flu devia notar que tem algo muito errado com a parte física do seu time. Não é possível que um time tenha tantos desfalques por tanto tempo como tem o Fluminense.

Teve jogo que eu não conhecia nenhum jogador do banco de reservas. Eram todos garotos, porque o que tinha tava em campo.

Luxemburgo chegou demitido. A torcida não gosta dele, muito se fala em “ele é flamengo”, o que é bizarro em 2013, mas é a cabeça de torcedor.

Se errou ou acertou na escalação do time, honestamente, é o menor dos problemas. Não tem peça pra colocar em campo, não tem ambiente pra trabalhar e há um racha político onde você é pivô.

Que puta contratação idiota. Final anunciado. Vilão eleito. Vamos em frente.

Dorival? Fraco. Não resolve nada.

Mas em 5 jogos não existe técnico bom ou ruim. Existe quem saiba gritar e levar um time no papo por 4 semanas. É só isso! E não posso avaliar de fora do vestiário a capacidade do Dorival em convence-los a jogar mais do que isso.

A troca não é ruim. É apenas desnecessária sendo que foi anunciada antes da contratação do Luxemburgo.

O Fluminense, campeão brasileiro de 2012, precisa rever alguns conceitos adotados em 2013.

Não funcionou com Abel, com Luxa e não vai funcionar com ninguém enquanto o time tiver 9 desfalques por partida e uma diretoria dividida quanto a nomes de alta relevância no clube, como o treinador.

Segue o jogo.

O Flu não vai cair.

abs,
RicaPerrone