Home » + Chamada » O Vasco e o Fabuloso

O Vasco e o Fabuloso

É maneiro ver uma torcida colocar 1500 pessoas num aeroporto pra receber um jogador. Acho que isso zera qualquer discussão sobre a aprovação do nome.

Luis Fabiano tem 36 anos, não é um garotinho, mas nunca foi um jogador “bichado”. Aguenta.

Faz muito gol. Muito mesmo. De cabeça, com os pés, barriga, o que precisar. O problema do Luis Fabiano jamais foi o futebol, mas sim sua síndrome do pânico em jogos decisivos.

Nem é muito pelo fato dele sumir do jogo, mas sim pelo fato de ser expulso dele.

Claro, aos 36 isso tende a melhorar. Mas aos 36 o futebol tende a piorar.  Nunca teremos o Luis Fabiano na plenitude do seu potencial porque ou era um garoto irresponsável ou quando mais responsável já não joga mais tudo aquilo.  Uma pena.

Mas o Vasco jogará um campeonato de pontos corridos, sem final.  A princípio, nem preocupa.

A idade, não por ele. Mas pelo time, que é bastante experiente mas também sem tanta “fome”.  Eu gosto de times inteligentes e com jogadores formados, mas a “fome” é fundamental. E ali muita gente já tem tudo.

Voltemos ao Fabuloso.

Vão gostar. Enquanto não houver uma decisão, Luis conquista a torcida (especialmente a organizada)  com gols, empurra-empurra e aquele jeito brigão que torcedor adora.

Mas perto do fim, quem sabe, Fabuloso não resolva ser protagonista de uma decisão sem ser por expulsão. E aí, talvez, ele faça pelo Vasco em meses o que não fez em anos pelo São Paulo.

abs,
RicaPerrone