Home » + Chamada » O país do futebol

O país do futebol

Brasil, o país do futebol.  Embora as recentes discussões apontem que isso tenha mudado com uma derrota na Copa e uma fase ruim, ainda somos o país do futebol.

As discussões sobre o assunto, no entanto, me assustam.

É congresso pra discutir a violência no futebol, mídia se pegando na tv o dia todo pra “tentar entender” porque os clubes devem salários, entre outras barbaridades impulsionadas por um autismo de fácil diagnostico.

Vivemos num país violento. Porque achamos que não teremos violencia no futebol?

Vivemos num país em crise. Porque achamos que os clubes terão sua situação financeira em ordem?

Vivemos num país corrupto. Porque achamos um absurdo que os dirigentes da CBF sejam como nós, brasileiros?

Vivemos num país sem auto estima.  Porque nós queremos que o futebol brasileiro se valorize?

Vivemos num país onde o poder da moeda é engolido pelo Euro. Porque achamos absurdo os caras comprarem tudo que é nosso no futebol?

Quando é que vamos cobrar o futebol pelo que ele pode ser de fato num país com problemas e não mais te-lo como solução dos problemas de um pais?

“Vamos acabar com a violência no futebol!”. Ah, jura?  Então me ensina e assume a presidencia da republica em seguida. Porque até onde eu sei no Brasil há violência em todas as esquinas.  É a bola rolar que ela vai parar?

São delírios tão superficiais e estúpidos que fica difícil até argumentar.

“Não podemos deixar os nossos talentos sairem tão cedo daqui!”.  Ok, filhão. E você faz o que? Proíbe? Cria uma leia que impede pessoas de sairem do país?

“Não é possível que os clubes brasileiros não se organizem”.  Porque não? O que é organizado nesse país?  É realmente coerente esperar que clubes AMADORES por estatuto sejam exemplos de profissionalismo?

O futebol nunca vai mudar o Brasil. O Brasil sim pode mudar o futebol.

Mas a discussão tá invertida. Queremos mudar as coisas NO FUTEBOL, esquecendo que são problemas do país.

O futebol brasileiro, se não notou, fica no Brasil.

O show de Truman acaba aqui.

abs,
RicaPerrone

Comentários