Home » Futebol » Clubes » Flamengo » O genial burro da noite

O genial burro da noite

Luxemburgo é o maior responsável pelo semestre improvável e muito bom do Flamengo.  É incontestável seu ótimo trabalho e que o time foi até onde nem os mais otimistas eram capazes de prever quando foram ver a Copa do Mundo falando em “cair”.

Hoje, no Mineirão, Luxemburgo cometeu um dos maiores erros da sua carreira.

Não vou dizer que é “culpa dele” apenas porque há um puta time cheio de méritos do outro lado que vem fazendo isso com alguma frequência, então, não é sorte.

Acho que na cabeça dele escalou o Eduardo pra tentar segurar mais a bola na frente e devolver menos pro Galo. Ou, menos rápido talvez.

Nixon, Everton e Gabriel são jogadores que quando pegam a bola tentam rapidamente o lance.  Ele deve ter pensado em prender mais o jogo longe da área e colocou Elton, esperando que ele fizesse parede com os beques ao invés de tentar jogadas rápidas e mais dificeis.

Não funcionou. E então colocou Mattheus, a pior das alterações.

Naquele momento Luxemburgo perdeu o contra-ataque e deixou o time lento. O Galo com a bola, o Flamengo sem velocidade pra sair jogando e com dois jogadores que não entenderam o que estavam disputando.

Mattheus e Elton entraram num amistoso, não numa semifinal. Andaram no campo, não conseguiram participar do jogo.

E o Luxemburgo acabou sendo o grande culpado pelo péssimo segundo tempo do Flamengo.

Não acho muito inteligente contestar tudo por uma noite infeliz. Nem dar ao treinador toda culpa e novamente isentar 11 jogadores da incrível capacidade que o Flamengo tem de não saber ser favorito.

Mas o ótimo Luxemburgo que voltou ao Flamengo teve hoje sua noite de Celso Roth.

abs,
RicaPerrone

Comentários