Home » Futebol » O fim do ciclo – Parte 2

O fim do ciclo – Parte 2

spfc_optHoje postei sobre os ciclos no futebol, exemplificando o SPFC, que é o atual vencedor, logo, deve ser o próximo a conviver com este ciclo. Mas, gerou uma reação meio “estranha” nos tricolores. 

Separando aqueles que “defendem a tese só porque envolve o time” daqueles que discordam, dá pra imaginar que a culpa do texto ter sido mal interpretado é minha, já que a maioria entendeu A quando eu falava B. Então, vamos de novo, mais claramente.

O texto não “antecipa” nenhuma tragédia para o SPFC e nem sequer prevê isso, como alguns entenderam. A idéia, que deve ter sido mal colocada por mim, é dizer que todo clube, inclusive o SPFC, passa por ciclos de vitórias e derrotas, e que o torcedor não pode se esquecer disso e cobrar o clube que esteja sempre ganhando.

NÃo existe isso no Brasil, e os argumentos não foram para diminuir o SPFC, que evidentemente é o mais vencedor e estruturado clube do pais, como sempre digo e infelizmente não notam tanto quanto notam quanto eu faço uma critica. 

Os argumentos são apenas para registrar fatos, não exatamente fixar uma idéia minha. Não faço idéia de quando termina o ciclo do SPFC vencedor de 2005 pra cá. Mas, ele termina, como terminaram os ciclos de TODOS os clubes brasileiros, inclusive do SPFC ao longo da história. E isso, evidentemente, acontecerá uma hora. Como disse, não sei se amanhã, daqui 6 meses ou 2 anos. Mas, acontecerá.

O SPFC, como todo clube brasileiro, ganha e perde. A diferença é que o SPFC perde finais, enquanto outros perdem e caem. A queda de rendimento do SPFC é aliviadissima pela estrutura do clube, que praticamente impede uma tragédia. Mas, que não impede uma fase ruim.

Tanto não impede que o SPFC viveu 11 anos ruins até 2004, que rapidamente foram esquecidos com os titulos. E que serão muito lembrados na medida em que os titulos surgirem.

Não sou o tipo do cara que baba ovo quando o SPFC está ganhando, nem o cara que quer que o mundo caia quando perde. Nas últimas 3 quedas de Libertadores, defendi que o time perdeu pra um rival normalmente, sem que houvesse culpados ou crise. Não sou radical na vitória, nem na derrota. Portanto, não é porque hoje o SPFC vive grande fase que todos os problemas desaparecerão para sempre. Assim como quando perde, nem tudo está errado.

Nao confundam minha antipatia com o técnico com criticas ao CLUBE. Eu não gosto da filosofia do Muricy como técnico de campo. Não tem nada a ver com a instituição SPFC. São criticas totalmente diferentes. 

E em momento algum do texto eu disse que o SPFC faz algo que o leve para este momento ruim. Constatei que, por logica, passado, coerencia, historia… a tendencia é que isso acabe uma hora. E isso nem o mais doente tricolor pode recusar. A TENDENCIA é essa. E se não for, o SPFC será o primeiro a não conviver com ciclos, o que seria novidade, portanto, não há nenhum absurdo em imaginar que acontecerá o natural dos últimos 100 anos. 

Quando cito jogadores, faço sem o menor esforco o mesmo com o time que quiserem. O Santos é o que é porque teve a Era Pele, a era Robinho e outras pequenas conquistas isoladas. Ciclos…

O Palmeiras idem. O Inter idem. O Flamengo idem. E o SPFC, idem. 

Ciclos não denigrem imagens de clubes. São fatos do futebol, que ao que me consta nunca excluiu o SPFC. 

Não prevejo fim de ciclo positivo por motivos que só eu vejo. Imagino que ele virá por motivos óbvios: Os rivais vão pegando o jeito do time jogar, as peças são vendidas, a desmotivação aparece, desgasta relacionamento, como em todos os clubes do país ha 100 anos. 

Claro, existem os que acham que o SPFC, dessa vez, quebrará isso e será sempre campeão ou estará sempre ganhando um titulo importante. NÃo sou um deles, acho que jaja outro começa a ganhar, o SPFC fica menos em evidencia, passa um tempo e depois retoma, como sempre foi.  Mas, respeito quem acredita que dessa vez o futebol brasileiro sofrerá uma revolução.

A questão é simples: Eu devo ter me expressado mal. Mas não é minha intenção dizer que  ACHO que o SPFC está despencando, até porque eu seria louco, já que me refiro a ele como favorito a Libertadores 3 posts abaixo. 

Sobre os argumentos “Voce não é sàopaulino”, me recuso a sequer considerar, ja que não posso tentar explicar pela vigesima vez que aqui sou jornalista e não torcedor. E se em 20 explicações não entendeu, nao vai ser agora. Logo… estes não tem muito o que fazer a respeito.  São os mesmos que elogiam o Juca Kfouri por ser corintiano e não “defender” o Corinthians. rssss 

Meu time é o SPFC. Eu já fiz mais do que eu deveria para ajudar, com site, ajuda pessoal, pagando clube, ST, tirando milhares de reais que eu nem tinha pra enfiar em bexiga, bandeira e campanha de site. E fiz porque quis, não porque sou mais sãopaulino que alguem. Só que um dia eu desisti, vi que errei, que não devia ter feito e voltei meu blog para FUTEBOL, que é minha PROFISSÃO.  Hoje não faço mais, porque perdi o tesão, me decepcionei com a quantidade de pessoas que fazem campanha CONTRA quem tá ajudando só por disputa de quem aparece mais. Não só eu, eu e a equipe do primeiro e único site que se propos a COBRIR o SPFC todos os dias com conteudo diferenciado para a torcida. 

E não faço porque não quero mais fazer. É um direito meu. E sei o quanto centenas de voces me odeiam por eu ter deixado de ser o sãopaulino jornalista pra ser um jornalista sãopaulino. Mas, infelizmente ou não, eu gosto muito mais de futebol do que do SPFC.  Não sou burro de achar que eu não seria cobrado ao extremo como “O Perrone da ET”. Sou e serei por algum tempo. Mas, é uma escolha minha, e eu pago o preço por isso numa boa. 

Eu não sou covarde de me esconder atrás de um nome ficticio ou de não justificar minhas mudanças. Hoje eu sou indiferente ao SPFC em campo, não vibro, não torço mais, nem sequer me incomodo quando perde.  Tenho meus motivos, não vou ficar expondo, mas não nego que não sou mais o fanático torcedor que venderia a mãe pra ver o SPFC campeão. 

E se eu tirei a ET do ar, saibam, foi exatamente por zelo ao sentimento que tenho pelo clube e que estava no fim. Fechei pra manter o que restava. Essa satisfação eu devo a mim e aos meus 30 anos vividos dentro daquele clube, não a leitores do blog ou viuvas do site, dos quais tenho enorme gratidão pela audiencia e alguma magoa pela pancadaria gratuita. 

Agora, aqueles mais educados, com berço, educação, bom senso e que não concordaram, questionaram ou acharam que escrevi de forma errada, peço desculpas e espero ter deixado mais claro neste post. 

Abs,
RicaPerrone