Home » Futebol » Campeonatos » Copa do Mundo » O duelo mais difícil

O duelo mais difícil

É claro que pro brasileiro é obrigação vencer, afinal, até hoje acreditam naquela tese de que temos um “terceiro time” melhor que a seleção principal da Itália. Mas, pra mim, é lenda ha muito tempo.

Hoje temos um bom time, como sempre teremos. Mas não sobramos mais pra ninguém. Podemos até ser melhores, mas não é nada tão absurdo quanto já sugeriram ser.

E isso não diz respeito ao Dunga, ao Parreira ou a CBF. Diz respeito a safra, que é européia demais pro nosso estilo de jogo, que diga-se, também já não existe mais.

Amanhã, contra a Costa do Marfim, o Brasil deve encarar o seu pior duelo na Copa até as quartas de final. E digo isso imaginando que o Chile será nosso adversário nas oitavas.

A Costa do Marfim não tem camisa, mas tem time. E tendo em seu elenco diversos jogadores de alto nível e entre eles aquele que considero o melhor centroavante do mundo, é mais negócio entrar num jogo desses sendo “zebra” do que ter a obrigação de vencer.

O futebol africano era moleza porque jogavam tão bem quanto marcavam mal. Hoje, não existe mais isso.

O time que melhor mostrou isso até agora é justamente a Costa do Marfim. Jogou duro com Portugal, tendo o controle do jogo, marcando firme, criando até algumas chances de gol.

Inteligente, o treinador abre 2 caras prendendo os laterais adversários. Convenhamos, é um problemão pra nós perder o apoio do Maicon.

Os jogadores são altos, fortes. É muito difícil entrar na zaga deles. Amanhã é dia de bater de fora e de cavar faltas. Quem sabe assim o jogo fique menos perigoso.

Acho Portugal um time de 1 ou 2 jogadores. Dá pra ganhar deles muito mais fácil do que da Costa do Marfim.  Mesmo sendo, também, um jogo difícil.

Caímos no pior dos grupos, é fato.  Terminar em primeiro será tão ou mais relevante do que sair dando patada em Honduras por aí.

Não imagino um jogo tranquilo amanhã, pelo contrário. E não acho isso por demérito da seleção, mas sim porque o rival é muito forte.

Se não existe mais bobo no futebol, eis um time africano que não tem nada de bobo.  Ao contrário, é bem espertinho e tem 2 ou 3 jogadores diferenciados.

Principalmente este ai da foto, que é craque.

Não gostaria, mas acho que amanhã é dia de comer unha até os 44 do segundo tempo. E é bom lembrar, antes do jogo, que se cobre a seleção na medida do que ela enfrenta. Não dá pra achar que o Brasil tem obrigação de pegar este time e meter 3×0 dando olé.~

É jogo duro, truncado, onde nem o empate considero zebra.

Mas tenho fé que vamos ganhar e jogar bem.

O problema é que nas contas da Costa do Marfim amanhã é pra empatar.  Pois eles contam com os 3 pontos da Coréia e assim passam de fase.  Essa possível “retranca” me preocupa.

abs,
RicaPerrone