Home » + Chamada » O de sempre

O de sempre

A única certeza que se tinha um clássico desses é que o São Paulo teria que ganhar do Cruzeiro e também dos espíritos zombeteiros que tiraram a Copa do Brasil como torneio oficial para se divertir com o Tricolor.

Do Cruzeiro, ficou puxado sem chutar no gol. Dos espíritos, não teve jeito.

Com total controle defensivo da partida, o Cruzeiro não criou quase nada mas anulou o São Paulo. Entendeu que sem Cueva era bola aberta e jogadas por ali. Fechou as pontas, o São Paulo não sabia mais como chegar.

Em duas bolas paradas, 2×0.  O Cruzeiro coloca a mão na vaga e de certa forma até confirma a “lógica”, já que é um time de Copa do Brasil, algo que o São Paulo está longe de ser.

Acabou? Quase.

Só não digo que sim porque a mesma “zica” que o SPFC carrega na Copa do Brasil o Cruzeiro carrega ao enfrentar o São Paulo no Mineirão. Então, vai que…

Mas não. Não vai.

abs,
RicaPerrone

Comentários