Home » Futebol » O circo, o espetáculo, os palhaços

O circo, o espetáculo, os palhaços

O mundo do futebol é sujo, muito sujo.  Qualquer meio é assim, ainda mais quando se envolve uma grana alta e fiscalização quase zero, já que não são empresas os envolvidos.

Você pode acreditar em tudo que quiser, é um direito seu. O que não é normal é sofrer por algo que você jura ser manipulado. Neste caso você não é vítima, mas sim palhaço.

Palhaço faz os outros rirem. E eu morreria de rir da sua cara se você vivesse procurando notícia, comprando camisa, discutindo com os amigos e lendo este blog para, quando derrotado, dizer que “é tudo sacanagem”.

Se for, e se você souber disso, repito: Interne-se com urgência. Você é doente.

Só um doente pode trabalhar com futebol achando que os jogos e campeonatos são comprados. E acredite: Tá cheio de doente cagando regra por ai, influenciando o torcedor a ver coisa errada em tudo, procurando pelo em ovo só pra se fazer de rei da ética e dos bons modos.

Mentira, tá? Porque se estes mesmos acreditassem nas merdas que insinuam, não trabalhariam no que trabalham.

Existe sacanagem sim. Mas se um juiz quiser roubar um campeonato, ele não vai fazer isso ao vivo na TV aos 42 do segundo tempo. Ele fará no jogo da décima quinta rodada, escondido, contra um time menor, sem tv.

Ele fará, num jogo deste tamanho, através de amarelos, intimidação, etc. Não vai ser num penalti aos 42, porque se for ladrão, não é burro.

O juiz errou pra alguns, acertou pra outros. Se essa discussão existe, ele não roubou ninguém.

É claro que o torcedor do Cruzeiro está puto. Ele viu o time dele ser prejudicado contra o São Paulo e contra o Corinthians em questão de dias. Mas daí a achar que os caras roubaram o Cruzeiro, acho exagero e babaquice.

Em 2005 o SPFC desconfiou de um jogo contra o River no Morumbi. Anos depois o arbitro confirmou (ou confirmaram por ele) que tinha sido comprado.

Ele não deu penalti, não expulsou ninguém. Porque ele não é burro.

Os lances mais absurdos do futebol brasileiro são de juizes considerados competentes. Os lances dos jogos manipulados em 2005 precisaram de VT pra achar algum erro clamoroso.

Não estou defendendo que tudo seja honesto. Imagino que não seja. Mas daí a ser comprado, manipulado, armado, e você apaixonado, é um caso de doença mental grave.

Ninguém pode passar a semana pensando e torcendo por algo que ele acredita ser manipulado. Não existe idiota no mundo pra ficar torcendo por algo que ele “acha que sabe” que não vai ganhar por influencias desonestas.

Isso é bobagem. E se não for, desconheço. Quando souber, eu paro.

E você, revoltadinho que entope a caixa de e-mails dos jornalistas toda segunda, deveria notar que sua tese é tão fraca que nem você acredita nela. Caso acreditasse, não assistiria a rodada seguinte, como faz e fará no próximo domingo, mesmo jurando “estar armado”.

Sabe porque você vai assistir?

Porque você não acha que é armado.

É simples assim.

Entre ser “possível” haver manipulação e ser “fato” há uma distância razoável. Entre nós termos alguma suspeita e termos certeza há um abismo.

Entre você não acreditar e continuar nervoso e acompanhando, há um recibo enorme dizendo: “Eu acredito!”.

abs,
RicaPerrone