Home » Futebol » Botafogo » O acerto sobre os erros

O acerto sobre os erros

Eurico-Miranda-Home-Cleber-MendesLANCEPress_LANIMA20141203_0190_25

É fácil demais ser dirigente de clube no Brasil.  Primeiro eles assinam calendário, regulamento, acordo com TV e o escambau. Depois passam o ano reclamando pra torcida que é um absurdo.

Então não assina, porra!

Não vamos esperar algo muito inteligente por um futebol melhor. Eles pensam apenas no próprio clube, a CBF inexiste, não há um “dono”  do futebol aqui como há num UFC por exemplo, e não vai mudar nada enquanto não houver. A questão é: o Eurico tá errado ou acertando em cima de 2 erros grotescos?

Primeiro: Num futebol onde paga-se 500 mil a um jogador, cobra-se 60 paus num ingresso para sustentar o conceito do Sócio Torcedor e com estádios que parecem sala de cinema de Shopping, não faz sentido algum que os clubes joguem 4 meses do ano contra times de série C.

Os estaduais acabaram. Não querem entender isso por bem? Vão entender quebrando a cara nas finanças até que alguém tenha a coragem de assumir que não é parte de uma cooperativa que tenta salvar o Itaperuna e sim um clube que busca lucro.

Tendo claro que este é o primeiro erro, vamos ao segundo.

Já que haverá estadual, porque assinam os grandes que o regulamento deve ser por maioria se discordam dele? A maioria, senhores, inclui o interesse de times de série D. E você, campeão de série A, dificilmente terá uma meta parecida com a dele.

A maioria quer ingressos a 5 reais. Flamengo e Fluminense estão ERRADOS! Porque? Porque assinaram isso. Eu também acho que o clube deveria determinar o valor. Mas o combinado não sai caro. Flamengo e Fluminense assinaram este regulamento e portanto devem cumpri-lo.

Ou aquele papo todo anti-tapetão só serve pra mudanças quando não convém a seu clube?

Note, repito, eu não acho que deveria ser assim. Mas se é, se assim foi acordado, então Eurico foi o mais sensato deles.

Se é fato que vamos gastar 4 meses do ano contra times de merda, estádios vazios, interesse zero e que o acordo é pra que a maioria esteja satisfeita, então que baixe o ingresso e pelo menos dê ao estadual uma conotação popular.

Qualquer jogo de futebol melhora 200% com público no estádio. É como uma peça. Sem platéia, o ator não brilha.

E o sócio torcedor? Isso é problema do Flamengo e do Fluminense. Que ao assinarem um acordo onde a maioria seria respeitada, tem que saber dos riscos que isso determina.

O melhor dos mundos é uma rebelião! “Não jogo mais essa merda!”.  Pronto, estamos livres de 4 meses de sono. Mas eles não farão, pois também não sabem exatamente o que é melhor pro futebol.

Aqui, sem dono, vivem em busca de uma fatia maior de um bolo pequeno. Quando venderem isso pra alguém capitalista de fato terão um bolo maior pra dividir fatias maiores.

Estando determinado 4 meses de estadual, com a “maioria” sendo respeitada, Eurico foi bem demais. Porque Flamengo x Madureira vale 5 reais mesmo. Idem pra Vasco x Friburguense,  Botafogo x Bonsucesso ou Fluminense x Bangu.

abs,
RicaPerrone

Comentários