Home » + Chamada » Nunca haverá “favorito”

Nunca haverá “favorito”

Eu entendo que o termo “favorito” não indique um vencedor. Apenas um time que esteja naquele momento melhor para o jogo. O que nunca significou muita coisa, em clássicos, vai a “nada”.

Eu não assisti nem dez Palmeiras x Corinthians onde o “favorito” deita e rola.  É mais raro do que o não favorito vencer, aposto.

E a semana toda foram colocando o Corinthians na melhor condição do mundo:  a de “franco atirador”.  E isso não foi feito pelo Palmeiras, que fique claro. A montagem do cenário é criada sempre pela mídia. E toda vez que ela tenta enxergar um time jogar um clássico nessa condição, ela muda o clássico.

O Corinthians, em casa, é favorito contra qualquer time do mundo. Tal qual o Palmeiras no estádio dele, tal qual qualquer clube grande do futebol mundial. Em casa, ele é o protagonista.

O arbitro cometeu um erro grotesco, daqueles que nos faz aceitar a interferencia externa. Mas ele tirou só o Gabriel. Não foi má intenção, foi erro mesmo.

Fosse má intenção ele teria tirado a camisa do Corinthians, não um jogador.  Aí sim, teríamos um favorito.

abs,
RicaPerrone