Home » Futebol » Nervoso, mas ainda vivo

Nervoso, mas ainda vivo

O Palmeiras repetiu os mesmos problemas dos jogos contra Santos e Sport. Entrou cheio de pressão, sentiu o peso, errou tudo que era basico, mas desta vez conseguiu vencer.

A LDU, por sua vez, fez tudo que eu abomino num time de futebol: Não jogou.  Ficou na defesa fazendo cera, nada digno de um atual campeão. Mas, enfim, terminou castigada. 2×0, com um Palmeiras sem melhorias.

A vitória deixa o time vivo, mas não significa que tenha melhorado. Pelo contrário, o primeiro tempo foi bizonho. Erros primários, e um deles do Luxemburgo.

Se o time vai usar a chegada de trás de meias de bom chute, não dá pra achar que Lenny e Keirrison vão prender a bola pra eles chegarem. São leves, perdem rápido. Aliás, o Palmeiras devolve a bola muito fácil pro adversário, por isso tem tanto problema na defesa.

Hoje talvez fosse jogo pra alguém mais de area. Agora… tem que ver o que aquele banco pobre tem, né… Talvez adiantar o Diego em casos assim, sei lá.

Enfim, ainda vivo. Mas enquanto o Palmeiras entrar em campo com medo de perder… não vai achar vontade de ganhar. Essa tese é, curiosamente, do técnico do time.

E a torcida precisa deixar de ser mala e ajudar um pouco. O som de repudio a um lance errado ecoa no Palestra com 10 minutos de jogo. E em Libertadores, contra um time fechado, isso acaba prejudicando. Tá na hora de jogar junto e só depois vaiar..

abs,
RicaPerrone