Home » Futebol » Clubes » Inter » Não dá nem pra reclamar

Não dá nem pra reclamar

Não é muito normal conseguir um empate com o Inter no Beira-Rio e sair achando que não fez grande coisa.  O Vasco vai achar que até fez, mas poderia ter feito mais.

Nem é um absurdo empatar com o vice-líder do campeonato em casa, cheio de desfalques. Mas o Colorado não vai engolir tão fácil mais uma atuação nada convincente a o empate na estréia do novo ídolo.

Quem compra Éder Luis por 7 milhões e deixa Fagner, Diego Souza e Romulo sairem não pode reclamar muito da falta de gols num jogo onde o espaço existiu.

Quem há bons 7 anos é apontado como “favorito” ao título brasileiro e não acerta um grupo campeão nacional também não vai sair chorando porque, de novo, contratou muita gente na frente e pouca gente atrás.

O Vasco chutou pouco, mas chutou com perigo. O Inter chutou mais que o dobro, mas chutava de qualquer jeito.

Com 53 passes errados não dá pra esperar paciência de torcida alguma em casa. O Inter até teve, ainda assim, não deu.

E nem daria. Simplesmente porque Jajá, não dá.

E o Vasco, que busca em Carlos Alberto lampejos de Diego Souza, conseguiu. Um dos surtos de displicência do ex-vascaino foi encenado com perfeição.  Na área, de frente, só bater…. pra fora.

E lá se foi a maior chance de um zero sair do placar.

Ficaram os dois. E nem dá pra reclamar.

abs,
RicaPerrone