Home » Futebol » Botafogo » Não batemos em bêbado

Não batemos em bêbado

Cariocas são diferentes da maioria dos brasileiros. Um tanto quanto relaxados, brincalhões e adoram um oba-oba antes da hora. Isso faz do Rio a cidade mais gostosa do país de se visitar e morar, mas também dá algum preju aos seus clubes.

Essa mania de levar a sério quando for inevitável dá uma margem interessante pra não se levar a sério quando em tese a situação é mais simples.  Levantei o que seria a classificação do Brasileirão (por aproveitamento) até aqui se considerarmos apenas os jogos entre times grandes.

Considero 12 os grandes do país. E acho bem razoável que a maioria também considere.

Notamos com algum espanto que dos 5 primeiros, 4 são cariocas. E que, portanto, o equilíbrio na tabela vem através dos vacilos contra times pequenos.

Que o diga o Botafogo, né?

O Flamengo, por exemplo, perdeu pontos pro Bahia(2), Ceará, Atlético GO, Avaí, Atlético PR.  São 5 times que, em tese, um time que perde apenas um confronto de 15 contra grandes deveria atropelar.

Aí vem o Fluzão e sua coleção de tropeços bem mais razoável.: Bahia(2), Coxa, América MG.

Bom considerar que Bahia, Atlético PR e Coxa não são necessariamente pequenos. Empatar lá é bom resultado. Mas também não são gigantes, logo, dá pra pensar mais alto.

O Vasco perdeu pontos pro Coxa, Figueirense(2), Bahia, América MG e Atlético GO. Há um vacilo incontestável aí. O caneco estaria bem perto se não fossem os tropeços absurdos contra América MG e Atlético GO. Mas, faz parte.

E o Fogão, o rei do vacilo.  É quem mais ganha de time grande e, por consequência, não tendo disparado… o que mais vacila.  Ceará, Atlético GO(2), Bahia, Atlético PR, Figueirense, Coritiba.  Que se alivie Coxa, Bahia e Atlético PR? Ok.

Então vamos a contagem dos pequenos de fato:

O Flamengo perdeu pontos para 3 deles.

O Flu para apenas 1.

O Vasco para 3 e o Botafogo para 3, sendo que um deles aconteceu 2 vezes, totalizando 4.

O que essa tabela mostra, pra mim, é simples.  Os times do Rio tem uma tendência muito forte ao oba-oba.  Quando o bicho pega, quando é nítida a dificuldade, levam a sério e normalmente se saem bem. Quando parece fácil, acomodam.

E porque isso é relevante agora?

Porque Botafogo tem pela frente o Avaí, o Figueirense e o América MG.

O Vasco tem apenas o Avaí, que dá pra chamar de pequeno.

O Flu ainda encara Ceará, América MG e Figueirense. Enquanto o Mengão tem Ceará, Figueirense e Atlético GO.

Na teoria natural do futebol o Vasco tem a pior tabela pela frente. Na teoria do futebol carioca, o Vasco é quase favorito a não tropeçar.

Por isso eu digo e insisto: Pontos corridos é tão chato, mas tão chato, que o América MG será tão importante quanto os clássicos no final.

Campeão ganha do vice, pega a taça no estádio e não no teatro segunda-feira.

Se ainda tivéssemos o mata-mata, só teríamos, hoje, os seguintes confrontos:

Vasco e Palmeiras, Corinthians x Inter, São Paulo x Flamengo e Botafogo x Fluminense.

Tá bom pra você? Mas não. Eles preferem que o Atlético GO seja tão decisivo quanto os protagonistas de fato.

Abs,
RicaPerrone 

——————————————————————————————————

Coluna desta terça-feira no RJSports.  Toda terça uma coluna inédita no metrô do Rio de Janeiro e nas bancas.  Aqui, só a noite….