Home » Futebol » Atlético MG » Na moedinha

Na moedinha

São Paulo e Atlético MG tem algumas semelhanças neste brasileirão. Ontem, em campo, não estava nem o SPFC forte e temido no papel, nem o Galo do Luxemburgo, que com os reforços seria um dos favoritos também.

Ontem, os dois “bons times” brigavam pra sair da degola, num estádio horrível, vazio, longe das torcidas, longe de parecer um clássico nacional. Não parecia o Galo, não parecia o SPFC, menos ainda o Mineirão.

Se eu disser que vi o Tricolor fazer uma grande partida vou estar mentindo. Como também serei cego se disser que o Galo não teve chances de ganhar o jogo, ou empatar, enfim.

Foi um jogo estranho, que não dá pra sair dele animado com nenhum dos times, nem achando que eles vão pra série B.

O Tricolor tem Ricardo Oliveira, Ilsinho, Alex Silva.  O Galo tem Diego Souza, Daniel, Mendez…. mas onde estão?

Toda semana você pega a escalação do Atlético e não consegue ver “bom time” nenhum ali. Cadê os caras?

Cadê o ótimo SPFC que também não consegue escalar os 11 melhores?

São dois times em fase conturbada, meio sem explicação em alguns quesitos, mas que tem elenco pra sair dessa, no papel.

Ontem o Tricolor foi mais objetivo nas chances que teve e o Rogério, de novo, salvou a pátria. Não vou discutir aqui se foi penalti ou não o primeiro, afinal, não tem replay que dê pra ver o lance. De qualquer forma, o Galo fez bom primeiro tempo, o SPFC fez bom segundo tempo e saiu com a vitória.

É o tipo do jogo onde tem 2 viradas, bom de assistir, emocionante, mas… dá uma sensação de “conclusão nenhuma”.

Foi oportunismo? Foi o Marcelinho? Faltou o Diego Souza? Foi a bola que não entrou? O que determinou o resultado, afinal?

O que coloca dois times no papel tão promissores naquela situação?

Os próximos capítulos explicarão. Mas insisto: Nem SPFC e nem Galo tem time pra cair. Só que o time precisa entrar em campo…

abs,
RicaPerrone